Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Cláudio Humberto

ACESSIBILIDADE: A A A A
Claúdio Humberto 09/02/2014
Claúdio Humberto
ch@claudiohumberto.com.br
Claudio Humberto

“Até os adversários reconhecem a sua honestidade”

Senador Aécio Neves (MG) em defesa de Eduardo Azeredo (PSDB), acusado no STF

 

Prefeituras: folha é o dobro dos investimentos

Prefeitos das principais capitais gastam com pessoal mais do que investem em obras que beneficiam a maioria da população. Campeão nesse tipo de disparidade em 2013, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), gastou R$ 1,83 bilhão com salários e nove vezes menos em investimentos: R$ 203 milhões. Em Belo Horizonte, a folha de R$ 2,92 bilhões corresponde a quase o triplo dos R$ 1,16 bilhão investidos.

 

Bah, tchê!

Vice-líder dessa inversão de valores, Porto Alegre recebeu R$ 382 milhões em investimentos, em 2013, e gastou R$ 2,4 bi em salários.

 

Mais de R$ 0,20

Os R$ 2,6 bilhões reservados para investimento, na cidade de São Paulo, são 3,4 vezes menos que os R$ 8,91 bilhões com pessoal.

 

Cidade maravilhosa

O infortúnio dos cariocas é semelhante ao dos paulistanos: para R$ 2,8 bilhões investidos, o Rio pagou R$ 8,4 bilhões ao funcionalismo.

 

Inchaço caro

No total, as prefeituras das cinco maiores cidades do País gastaram em 2013 cerca de R$ 24 bilhões em salários e outro benefícios.   

 

‘Boca’ da ONU no Brasil só presta contas a Fidel

Intermediária do programa Mais Médicos no Brasil, a Organização Pan-Americana de Saúde é uma caixa-preta instalada na ONU, que parece ter perdido a chave. A “cooperação técnica” com o Mais Médicos renderá cerca de US$ 151,2 milhões anuais ao regime comunista de Cuba, segundo cálculos da ONG americana de direitos humanos Cuba Archive, que denuncia um “apartheid hospitalar” na ilha, privilegiando o “turismo de saúde” para ricos e clínicas top aos ditadores.

‘Mensalón’

As “parcerias” internacionais entregam US$ 8 bilhões anuais à ditadura Castro, diz a ONG, para custear a repressão e mascarar a bancarrota.

 

Escravos de jaleco

Nas barbas da ONU, a Opas viola a Organização Internacional do Trabalho e tratados contra o tráfico de pessoas e trabalho-escravo.

 

‘Compañeros’

A sede da Opas em Cuba é um oásis capitalista, com trinta e um dirigentes, quatro secretárias, quatro motoristas e três seguranças.

 

Monstro de Coari

O Tribunal de Justiça finalmente decretou a prisão do Adail Pinheiro, o prefeito agora conhecido como “monstro de Coari”, suspeito de exploração sexual de crianças de até 9 anos de idade no município. 

 

Trabalho escravo

O Conselho Regional de Medicina do Piauí se solidarizou e vai abrigar os médicos cubanos que abandonarem o programa Mais Médicos, do governo Federal. Para o CRM, são vítimas de mão-de-obra escrava. 

 

Liberdade

Instalada no apartamento funcional do deputado Abelardo Lupion (DEM), em Brasília, a cubana Ramona Rodriguez ganhou até motorista. E agora exerce, pela primeira vez na vida, o direito de ir e vir.

 

Libera geral

A decisão do PMDB da Câmara de abrir mão de indicar nomes para ministro diminui a margem de manobra do vice Michel Temer, que terá de recuar a pressão nos estados pela reedição da aliança com o PT.

 

Mofou geral

Dirigentes do PT acham que o governador Eduardo Campos (PSB) tem subido “demais” o tom nos discursos contra o governo Dilma, do qual ele fez parte até o ano passado, chamando-o por exemplo de “mofado”.

 

Um cavalheiro

Dilma se diverte com “pedidos de casamento” da senadora Kátia Abreu (TO) ao colega Waldemir Moka (MS), ambos do PMDB. Moka brinca: “Kátia quer um capataz para suas fazendas, e não um marido”.

 

Topa tudo

Relator da reforma política, o deputado Henrique Fontana (PT-RS) apoia o voto de ministros do STF para acabar com o financiamento de empresas: “O dinheiro é que decide as ideias, hoje, nas eleições”.

 

Duas medidas

O deputado Ruy Carneiro (PSDB) critica o governo Dilma por destinar R$2 bilhões do BNDES para Cuba, enquanto a Paraíba só recebeu R$ 352 milhões em 2013: “Com 10%, resolveríamos o Porto de Cabedelo”.

 

Pensando bem...

...para evitar apagões, Dilma deve estar preparando uma Medida Provisória impedindo raios de caírem na rede elétrica.

PODER SEM PUDOR

Mui amigo


Candidato a deputado federal em 1978, Esperidião Amin visitou em Lourdes (SC) um amigo e eleitor que era agiota detestado na cidade. O homem ficou tão feliz que até colocou uma faixa de Amin na frente de casa. Eleitores reagiram: “O voto dele ou o nosso”. Amin não contou conversa, voltou à casa do homem:


- Meu amigo, pensei melhor e não quero ser egoísta. Já tenho muitos votos. Troque minha faixa pela do Angelino Rosa, que também é do nosso partido.


Amin foi eleito e Angelino derrotado.

_

Com Ana Paula Leitão e Teresa Barros

www.diariodopoder.com.br