Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Conexão Esporte

ACESSIBILIDADE: A A A A
Júlio César de Oliveira 25/02/2014
Júlio César de Oliveira
juliouberaba@uol.com.br
Conexão Esporte

Conquistas para o tênis do Jockey
O técnico de tênis do Jockey Club de Uberaba, Leandro Chiarelli, comemora as conquistas de seus pupilos. Enzo Fortes conquistou no último final de semana mais um título válido pelo Ranking Brasileiro de Tênis, em Ituiutaba - Superliga de Tênis - e hoje configura entre os 10 primeiros do Brasil na categoria 16 anos. Outro destaque foi Lucas Prata que foi vice-campeão na categoria 14 anos, os dois juntamente com Lenílson Júnior se preparam agora para o torneio Sul Americano mais importante que será realizado em São José do Rio Preto-SP a partir do dia 15 de março.

Na liderança
O Montes Claros venceu o Uberlândia por 2 a 1 no José Maria Melo na tarde de domingo (dia 23). Os gols do time norte-mineiro foram marcados por Rômulo e Pêu e Daniel Morais marcou para o Verdão. Com a vitória, o Montes Claros soma 15 pontos e retomou a liderança da chave B no Módulo II do Campeonato Mineiro e já encaminha a classificação para a próxima fase da competição. O próximo compromisso do Montes Claros é amanhã, em Uberaba onde enfrenta o Nacional, às 20h. Já o Uberlândia enfrenta o Araxá, também nesta quarta-feira, no Parque do Sabiá.

Opostos
A busca era por uma vaga entre os três primeiros colocados do grupo B do Campeonato Mineiro Módulo II, e deu certo. Após um início ruim na competição, o Mamoré vem evoluindo e agora se coloca entre os candidatos a uma das vagas na próxima fase. Com a vitória por 2 a 0 sobre a Patrocinense, no estádio Júlio Aguiar, o time de Patos de Minas subiu para a terceira posição, com dez pontos, passando o Araxá. Ao time de Patrocínio, além de ver o sonho do acesso mais longe, coube terminar a rodada em situação preocupante: passou a ocupar a lanterna após a vitória do Nacional.

Inédito
A Williams acertou ontem a renovação de contrato com a piloto britânica Susie Wolff, de 31 anos. Desta vez, o novo acordo prevê que Susie irá participar de dois treinos livres de sexta-feira em GPs da temporada da Fórmula 1, se transformando na primeira mulher a fazer parte de um fim de semana oficial da categoria desde 1992, há 22 anos. Os treinos serão nos GPs da Inglaterra e da Alemanha. A última mulher a participar de um GP de Fórmula 1 foi a italiana Giovanna Amati, que competiu em três etapas do campeonato pela Brabham e acabou trocada por Damon Hill após não conseguir classificar o carro em nenhuma delas.

Torcedor morre
O torcedor do Santos, Márcio Barreto de Toledo, de 34 anos, morreu na noite de domingo, em São Paulo, após ser atacado por um grupo de torcedores ligado a uniformizadas do São Paulo. Conforme relato da assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado, Márcio estava em um ponto de ônibus na avenida Conde de Frontin, na Radial Leste, quando foi espancado com socos, pontapés e golpes com barras de ferro por pessoas cu    jos nomes ainda não foram identificados pela polícia. Márcio foi levado ao hospital do Tatuapé em estado grave, mas morreu horas depois.

Sem medalha
O Brasil comemorou em Sochi sua delegação recorde em Jogos de Inverno, com 13 atletas. Mas, depois de duas semanas de competição, o país deixa a Olimpíada na Rússia com a sensação de que faltou um momento marcante para celebrar na volta para casa. Isso, mesmo levando em conta a realidade brasileira dentro dos esportes de neve e gelo. Esta realidade é a de uma medalha ainda como meta bem distante.

Soberano
Rafael Nadal é o líder do ranking mundial de tênis. Além disso, é um dos principais nomes do planeta em quadras de saibro e disse nesta semana que costuma ter muita sorte quando joga no Brasil. Eram muitas as razões para o espanhol ser o principal favorito da edição 2014 do Aberto do Rio de Janeiro. Contudo, ele sofreu bem mais do que o esperado e ratificou a conquista do torneio neste domingo, com uma vitória por 2 sets a 0 sobre o ucraniano Alexandr Dolgopolov (6-3 e 7-6, com 7-3 no tie-break).

Pode piorar
A complicada situação financeira da Confederação Brasileira de Basquete (CBB) pode ficar ainda pior. Procurado pela Fiba Américas para uma série de reclamações, o Ministério do Esporte mostrou-se insatisfeito com a gestão da confederação que rege o basquete nacional e ameaçou cortar o apoio econômico que dá à entidade caso não ocorram mudanças imediatas. Atualmente o Ministério do Esporte possui sete convênios com a CBB, no valor de R$ 14,8 milhões, voltados para o suporte das seleções nacionais. A Confederação ainda captou R$ 11,5 milhões através da Lei de Incentivo.