Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Conexão Esporte

ACESSIBILIDADE: A A A A
Júlio César de Oliveira 17/04/2013
Júlio César de Oliveira
juliouberaba@uol.com.br
Solicitação

A Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) quer usar o Maracanã nas partidas decisivas do Campeonato Carioca. A federação entregou ontem ao governo um pedido formal para liberação do estádio para jogos do torneio. O objetivo inicial da entidade é usar o Maracanã a partir das semifinais da Taça Rio, que começam no dia 27 de abril. De acordo com a própria Ferj, uma liberação apenas para a decisão do Estadual, que acontece nos dia 12 e 19 de maio, também seria aceita. Para isso, o Botafogo precisa ser superado no segundo turno do Estadual.

Negociando
As negociações do Barcelona com Neymar parecem estar cada vez mais avançadas. O jornal catalão Mundo Deportivo publicou ontem mais um capítulo da novela, afirmando que o craque santista está sim próximo do clube espanhol, revelando mais um encontro de dirigentes do time e o jogador em Genebra, na última vez em que a seleção brasileira esteve na Europa para amistosos. Dois nomes encabeçam a lista dos principais alvos do Barcelona já para a próxima temporada, o de Neymar e do goleiro Vicent Guaita, já que o atual arqueiro do Barça, Victor Váldes, afirma que pretende deixar a equipe.

Superfaturamento
O presidente da CBF, José Maria Marin, assinou um negócio superfaturado na compra da futura sede da entidade no Rio, apontam documentos obtidos pela Folha. O prédio, com oito salas comerciais e 6.642,83 metros quadrados na Barra da Tijuca (bairro nobre na zona oeste da cidade), custou à confederação R$ 70 milhões. Marin anunciou o negócio por esse valor em 27 de junho de 2012, mas só formalizou a compra em 31 de agosto. Neste intervalo, a empreiteira que ergueu o prédio negociou cinco das oito salas para intermediários por R$ 12 milhões. As mesmas salas foram repassadas para a CBF por R$ 43 milhões. As outras três salas foram vendidas diretamente para a entidade por R$ 27 milhões.

Premiação
O campeão da Copa do Brasil poderá lucrar até R$ 6 milhões ao levantar a taça da maior competição nacional. Só pelo título, a equipe embolsará R$ 3 milhões. O restante corresponde aos prêmios fase a fase que a entidade concede e o valor total só será atingido se o time pertencer ao grupo dos principais clubes. O valor total da premiação representa um aumento de mais de 40% com relação ao valor recebido pelo Palmeiras, campeão da Copa do Brasil do ano passado. O clube alviverde recebeu R$ 4,2 milhões, sendo R$ 2,5 pela vitória na final e o restante dividido entre as fases avançadas. No entanto, apesar do relevante aumento no valor, o prêmio pelo título nacional ainda está distante do recebido pelo vencedor da Copa Libertadores. A Conmebol pretende dar quase R$ 12 milhões ao time campeão.

Torcedor presente
Eufóricos com o bom início de campanha dos rivais Atlético Mineiro e Cruzeiro nesta temporada, os torcedores dos dois clubes respondem com o comparecimento em bom número aos jogos disputados como mandante. Dessa forma, as equipes atleticanas e cruzeirense têm lugar no ranking das três melhores médias entre os grandes clubes brasileiros, que disputam os principais campeonatos estaduais - Paulista, Carioca, Gaúcho e Mineiro -, ficando atrás apenas do Corinthians. O Atlético-MG comemora a melhor campanha na Libertadores, com a primeira colocação geral da fase de grupos garantidas com uma rodada de antecedência. Já o time celeste é o único invicto entre os participantes das três primeiras divisões do futebol brasileiro.

Dúvidas
Apontados como destaques do Flamengo na vitória por 3 a 1 do último domingo, no clássico contra o Fluminense, em Volta Redonda, o atacante Hernane e o meia Gabriel preocupam o rubro-negro para os próximos jogos. Enquanto o primeiro reclamou de dores na musculatura da coxa e ainda depende de uma avaliação do departamento médico nesta segunda, o segundo vem sofrendo com uma forte gripe e também não sabe se terá condições de entrar em campo para a partida de hoje, às 22h, em Volta Redonda, contra o Remo, pela Copa do Brasil.

Favorito
O meia Montillo está confiante que o Santos apresentará um grande futebol na primeira decisão da equipe na temporada 2013 - diante do Flamengo-PI, hoje, às 22h, na Vila Belmiro, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil. O retorno do técnico Muricy Ramalho, que ficou dez dias longe do comando do time por conta de uma diverticulose, e os quatro gols marcados por Neymar no último domingo, empolgaram o argentino. Com Neymar mais confiante após o desempenho contra o União Barbarense, Montillo aposta que o Santos pode conseguir a classificação com uma goleada diante do time de Piauí.

Tudo igual
Democrata-GV e URT fecharam na noite de segunda-feira a primeira rodada do quadrangular final do Campeonato Mineiro Módulo II. A partida foi em Governador Valadares, no estádio Mamudão, com placar final em  2 a 2. Depois de um primeiro tempo com oportunidades para as duas equipes, as redes balançaram apenas na etapa complementar. Os donos da casa abriram o marcador com Júnior Negão, sofreram a virada com Zé Maria e Marcel. Mas  Diego Sousa deixou tudo igual. O Democrata GV volta a campo no domingo, quando enfrentará a Patrocinense, às 16h, fora de casa, no estádio Júlio Aguiar. No mesmo dia e horário, a URT recebe em Patos de Minas, o Minas, no estádio Zama Maciel.

Doping no Vasco
Os problemas do Vasco aumentaram ontem. Carlos Alberto foi flagrado pelo exame antidoping no clássico contra o Fluminense, pela semifinal da Taça Guanabara - o Cruzmaltino venceu a partida disputada no dia 2 de março por 3 a 2. O clube já foi notificado e irá esperar pela contraprova para se pronunciar sobre o caso. A substância ainda não está confirmada, mas há chance de contaminação de remédios utilizados pelo jogador em um tratamento ortomolecular. Renê Simões, diretor de futebol do Vasco, ressaltou - por meio da assessoria de imprensa - que o clube só irá se posicionar após receber a contraprova e proibiu declarações a respeito do caso.