Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Conexão Esporte

ACESSIBILIDADE: A A A A
Júlio César de Oliveira 29/10/2014
Júlio César de Oliveira
juliouberaba@uol.com.br
Conexão Esporte

Mineiro 2015 começa 1º de fevereiro
Divulgação

Representantes dos 12 clubes do Campeonato Mineiro - Módulo I 2015 se reuniram na tarde de segunda-feira (dia 27), na sede da Federação Mineira de Futebol (FMF) para a reunião do Conselho Técnico do torneio. América, Caldense, Boa, Atlético, Cruzeiro, Mamoré, Democrata (Governador Valadares), Guarani, Tombense, Tupi, URT e Villa Nova definiram as disposições regulamentares da competição. O Campeonato Mineiro 2015 terá início no dia 1º de Fevereiro e teve sua fórmula de disputa mantida, ou seja, os 12 clubes disputam a primeira fase entre si, turno único, e os quatro melhores colocados avançam para as semifinais. As duas piores equipes serão rebaixadas para o Módulo II. Na fase seguinte, em jogos de ida e volta, os confrontos serão entre o 1º x 4º, e 2º x 3º. Os vencedores decidirão o título também em dois jogos, nos dias 26 de abril e 03 de maio.

 

Módulo II 2015

Mesmo sem ter a definição dos dois clubes que irão subir para o Módulo II este ano, a FMF marcou o Conselho Técnico para o Campeonato Mineiro da Segunda Divisão para o dia 4 de novembro, às 14h30, na sede da FMF. As equipe convocadas são: América-TO, Araxá, Betim, Tricordiano, Minas Boca-SL, Montes Claros, Nacional Muriaé, Social, Patrocinense e Uberlândia. Faltam o campeão e vice da Terceirona deste ano.

Negociatas

Nos bastidores do futebol mineiro a quem aposte que o Patrocinense não irá disputar o Módulo II e se isso acontecer, o terceiro colocado este ano na Terceira Divisão ganhará a vaga. E ainda que se o Nacional de Muriaé (o verdadeiro) que está disputando a Terceirona ganhar em campo uma das duas vagas ou ser o terceiro, o Nacional, que já foi de Ipatinga, Nova Serrana e Patos de Minas, e hoje está em Muriaé não disputaria o Módulo II abrindo assim uma vaga ou para o verdadeiro Nacional de Muriaé ou outro clube.

Neymar presente

Neymar já venceu a disputa de gol mais bonito do ano (prêmio Puskas), mas até aqui tem sido apenas um coadjuvante na festa da Fifa para os melhores do mundo. Nos últimos seis anos, todos os troféus ficaram com Messi ou Cristiano Ronaldo. No entanto, pela primeira vez na carreira o brasileiro do Barcelona vê como uma possibilidade real a presença na lista definitiva de três finalistas. A Fifa anunciou ontem a lista prévia de 23 nomes que concorrem como melhor jogador do planeta em 2014. Naturalmente, Messi e Cristiano já despontam mais uma vez como candidatos. Neymar é o único brasileiro da relação.

Debandada

A confirmada saída de Carlinhos após o final do contrato, em dezembro deste ano, não será a única perda do Fluminense para 2015. Além do lateral esquerdo, dos cinco jogadores que terão o vínculo encerrado no final da temporada, o Tricolor fará esforços apenas para manter Diego Cavalieri e o zagueiro Gum (Chiquinho deve ficar pelo baixo custo, mas Valencia e Diguinho não permanecerão nas Laranjeiras). Apesar da intenção dos dirigentes tricolores, o atual goleiro titular deve começar 2015 em outro clube.

Cresce dívida

As dívidas dos clubes com a União (Governo Federal) cresceram em 2014. Os maiores clubes de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas e Rio Grande do Sul tiveram aumento nos valores devidos em relação a 2013 - Atlético-MG foi o "campeão", seguido pelos cariocas Fluminense, Botafogo e Vasco. Levantamento feito pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) incluindo o primeiro semestre deste ano: o total devido pelos clubes saltou de R$ 2 bilhões em dezembro de 2013 para R$ 2,18 bilhões.

Vitória fácil

O São Paulo precisou de seis minutos e duas conclusões perfeitas de um zagueiro e de um atacante para começar a construir a vitória sobre o Goiás na segunda-feira, no Morumbi. Edson Silva, de cabeça, e Luis Fabiano, oportunista dentro da área, marcaram antes do sétimo minuto de jogo. No segundo tempo, Alan Kardec fez o terceiro para fechar o triunfo seguro por 3 a 0.

Orçamento

A direção do Corinthians apresentou aos conselheiros do clube, na noite de segunda-feira, que o orçamento da atual temporada estourou cerca de R$ 44,6 milhões. Receitas abaixo do esperado, segundo o diretor financeiro Raul Corrêa da Silva, fizeram com que as despesas superassem as expectativas. Apesar disso, o Conselho Deliberativo aprovou os números com unanimidade. Entre patrocínios e receitas da marca, o Corinthians esperava uma arrecadação de R$ 76,1 milhões e R$ 32,5 milhões, respectivamente. Recebeu, entretanto, R$ 73 milhões e R$ 18,5 milhões. De acordo com Raul, esses foram os principais pontos fora da curva nos números de 2014.