Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Conexão Esporte

ACESSIBILIDADE: A A A A
Júlio César de Oliveira 31/10/2013
Júlio César de Oliveira
juliouberaba@uol.com.br
Conexão Esporte

Encontro de Ex-Atletas é filantrópico

No dia 30 de novembro será realizado na chácara Flor de Lótus, na Univerdecidade, o 7º Encontro dos Ex-Atletas de Futebol Profissional de Uberaba e Amigos, organizado por João Cunha e Hélio Grimaldi, com apoio do JORNAL DE UBERABA. O valor da adesão é de R$ 70,00 mais dois quilos de alimentos não perecíveis ou um pacote de fralda geriátrica, que serão doados ao Asilo Santo Antônio. Dentre os participantes estarão Modesto e Alexandre Pimenta (foto).


Espião

De volta ao futebol brasileiro no início deste depois de atuar no México por três temporadas, Rosinei tornou-se uma espécie de "espião oficial" do Atlético-MG antes do Mundial de Clubes. O volante tem se informado com amigos naquele país sobre o Monterrey, possível adversário do time mineiro no jogo das semifinais do torneio no Marrocos, em dezembro. O Monterrey enfrentará, nas quartas de final do Mundial, o vencedor de Raja Casablanca, representante do país sede, e o Auckland City, da Nova Zelândia, em Agadir. Se passar para as semifinais, encara o Atlético no dia 18 de dezembro.


“Cão de guarda”

Um dos principais jogadores do Cruzeiro na temporada, o volante Nilton tem atuado como primeiro volante e se destacado como verdadeiro "cão de guarda" da defesa celeste. Nos quatro jogos em que o meio-campista não atuou pelo Brasileirão, o time mineiro levou gols em todos. Sem Nilton, o Cruzeiro venceu o Criciúma por 2 a 1, o Vasco por 5 a 3, o Bahia por 3 a 1 e o Criciúma por 5 a 3. Dos 27 jogos em que o volante atuou, a zaga cruzeirense passou em branco em 13 oportunidades, quase a metade.


Perde prestígio

Hyuri chegou ao Botafogo e teve a responsabilidade de substituir Vitinho, negociado com o CSKA Moscou-RUS. Ele iniciou sua trajetória no clube de forma fulminante. Golaço contra o Coritiba, assistências e mais um gol decisivo diante do Corinthians. Porém, ele caiu de produção, perdeu prestígio com a comissão técnica a tem tido poucas chances para entrar em campo. A queda de Hyuri é vertiginosa. Após iniciar trajetória como titular, ele passou a ser o 12º jogador, entrando em todos os jogos.


Três contusões

Para não sofrer com lesões como aconteceu nesta temporada, Renato Augusto terá um acompanhamento especial no início de 2014. Fisioterapeuta do Corinthians, Bruno Mazziotti revelou que a situação do meia é mais delicada que a de Alexandre Pato, por exemplo. Renato Augusto teve três lesões. A primeira, muscular, o tirou da reta final do primeiro semestre, incluindo a Libertadores e as finais do Paulista. A segunda, uma fratura na face, o barrou em alguns jogos e o forçou a atuar de máscara. A terceira e última, um problema na cartilagem do joelho direito, deixou o meia longe do time justamente na fase mais crítica do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil.


Novidade

Uma novidade positiva para o torcedor do Fluminense na manhã desta quarta-feira foi a aparição do meia Wagner no gramado das Laranjeiras. O jogador correu em volta do campo por cerca de 30 minutos e pode reforçar a equipe no clássico contra o Flamengo às 19h30 do próximo domingo, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além de correr no campo das Laranjeiras, o jogador também participou de rápido treino técnico com auxílio de uma proteção no ombro esquerdo. O meia está afastado das partidas e dos treinos desde que sofreu uma luxação no local durante a derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, no Mineirão, no último dia 16.


Rusgas

O presidente do Santos, Odílio Rodrigues, comentou sobre as cobranças do técnico Claudinei Oliveira, que pediu uma definição do Comitê Gestor em relação ao seu futuro no comando da equipe santista. Apesar de evitar mais polêmicas e procurar ser sutil nas respostas, o dirigente não deixou de "alfinetar" o treinador. Odílio Rodrigues acredita que Claudinei Oliveira não teve uma postura correta ao cobrar a diretoria através da imprensa.


Ao trabalho

O técnico Adilson Batista comandou o primeiro treinamento no Vasco na manhã de ontem em São Januário. Apoiado pelo auxiliar Jorge Luiz, o comandante gesticulou bastante e exigiu movimentação intensa durante a atividade. O treinador parou o trabalho diversas vezes para explicar a forma exata como deseja que o time atue na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Antes da atividade em campo reduzido com duas equipes formadas, Adilson promoveu um treinamento para valorizar a posse de bola e velocidade na troca de passes. O técnico mostrou-se incomodado com a falta de movimentação dos atletas a cada passe trocado.