Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Em Questão

ACESSIBILIDADE: A A A A
Décio Bragança 08/03/2015
Décio Bragança
deciobraganca@yahoo.com.br
Em Questão

Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas / Vivem pros seus maridos, orgulho e raça de Atenas. Como democratizar o ensino se as relações sociais, fora da escola, continuam sendo mantidas? Preferimos punir a educar, castigar a compreender, ordenar a pacificar, destruir a construir pontes, caminhos, atalhos, horizontes. A título de exemplificação, não podemos nos esquecer da Declaração Universal dos Direitos Humanos, da ONU – Organização das Nações Unidas – em 1948, especialmente em seu artigo 26: “Toda a pessoa tem direito à educação. A educação deve ser gratuita, pelo menos a correspondente ao ensino elementar fundamental. O ensino elementar é obrigatório. 

Eu preciso me mostrar bonita para que os olhos do meu bem não olhem mais ninguém. O ensino técnico e profissional dever ser generalizado; o acesso aos estudos superiores deve estar aberto a todos em plena igualdade, em função do seu mérito. A educação deve visar à plena expansão da personalidade humana e ao reforço dos direitos humanos e das liberdades fundamentais e deve favorecer a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações e todos os grupos raciais ou religiosos, bem como o desenvolvimento das atividades das Nações Unidas para a manutenção da paz. Aos pais pertence a prioridade do direito de escolher o género de educação a dar aos filhos.”

A Rita levou meu sorriso / No sorriso dela / Meu assunto / Levou junto com ela / E o que me é de direito / Arrancou-me do peito / E tem mais / Levou seu retrato, seu trapo, seu prato / Que papel! / Uma imagem de são Francisco / E um bom disco de Noel. São muitos debates, fóruns, conferência, congressos, simpósios no mundo inteiro provando, aprovando, comprovando que a paz só é possível ou será possível pela educação. Nossos governantes são teimosos, porque sabem disso e insistem em não investir séria e responsavelmente em educação. São tão teimosos que fecham os olhos ao artigo 205 da nossa Constituição:” A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

Quem é essa mulher / Que canta sempre esse estribilho? / Só queria embalar meu filho / Que mora na escuridão do mar / Quem é essa mulher / Que canta sempre esse lamento? Temos ainda a LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira – lei 9.394, de 1996, que é invejada por todos os povos e países do mundo. Como é importante a nossa LDB – maior projeto educacional do mundo. Vale a pena todos nós conhecê-la, estudá-la e começar a exigir de nossas autoridades a sua efetivação.
    
Quando olhaste bem nos olhos meus / E o teu olhar era de adeus / Juro que não acreditei / Eu te estranhei / Me debrucei / Sobre teu corpo e duvidei / E me arrastei e te arranhei / E me agarrei nos teus cabelos / No teu peito - Em 2003, é criado o PNEDH – Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos – outra obra-prima, um primor semântico e retórico. Infelizmente também, poucos conhecem o PNEDH. Esse documento traz, objetiva e claramente, as metas e as ações para a (1) Educação Básica, (2) Educação Superior, (3) Educação Não-formal, (4) Educação dos profissionais dos sistemas der Justiça e Segurança, (5) Educação e a Mídia. Vale a pena também conhecermos essas metas e ações desses cinco eixos.     

O meu destino é caminhar assim / Desesperada e nua / Sabendo que no fim da noite serei tua. Sabe-se que as leis só são propostas, aprovadas, porque há muitos desrespeitos e violações e abusos, para que não haja tanta barbaridade e opressões, algemas e mortes. Se todas as crianças fossem respeitadas em sua dignidade, não precisaria do ECA – Estatuto das Crianças e Adolescentes. Se todos os idosos fossem respeitados em sua dignidade, não precisaria do Estatuto dos Idosos. Se todos os consumidores em sua dignidade, não precisaria do Código do Consumidor. É assim que são criadas e feitas as leis. 

Olha / Será que ela é moça / Será que ela é triste / Será que é o contrário / Será que é pintura / O rosto da atriz / Se ela dança no sétimo céu / Se ela acredita que é outro país / E se ela só decora o seu papel / E se eu pudesse entrar na sua vida. Educação é o caminho do diálogo, da colaboração, da organização de ideias e atitudes, construção e reconstrução do conhecimento para o desenvolvimento da paz e da paz, para o bem de todos e de cada um.
    
Mulher, vou dizer quanto te amo / Cantando a flor / Que nós plantamos / Que veio a tempo / Nesse tempo que carece / Dum carinho, duma prece / Dum sorriso, dum encanto. Os professores sabem que na socialização é que se processa o desenvolvimento e crescimento humano e dos mecanismos mentais. Isso é busca, resposta, descoberta, procura, cooperação, colaboração, produção, construção de cidadania. Quão importante é o outro no processo ensino/aprendizagem.