Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Fabiano Fideles

ACESSIBILIDADE: A A A A
Fabiano Fideles 13/09/2015
Fabiano Fideles
jjura2@terra.com.br
Fabiano Fideles

Havan

O Asilo São Vicente de Paulo recebeu importante doação das lojas Havan. Um pacote com mais de mil peças novas, entre roupas masculinas, femininas e infantis, que estão sendo comercializadas, com resultados, para o Asilo. Sem dúvida, uma ação cidadã que trará ótimos benefícios à entidade.

 

Lula implicado

Que o ex-presidente Lula está atolado até o pescoço nos escândalos que estão levando à falência, ninguém duvida. Ocorre que, para que ele seja intimado a depor na operação Lava Jato, é necessário que o Supremo Tribunal Federal autorize. É a prova clara e incontestável do quanto as leis brasileiras são arcaicas.

 

Lula implicado II

Como os principais argumentos políticos no país são a falsidade e a mentira, Lula começa a “tremer nas bases”, dizendo que não sabe de nada. Resta saber se os ministros do Supremo terão a personalidade necessária e destemida para convocar o ex-presidente. O sonho de todos os brasileiros é exatamente que isso aconteça.

 

Pela tangente

Na terça-feira passada, durante sua visita ao Paraguai, o ex-presidente tentou explicar que a alavancagem da economia, durante seu Governo, se deu pela injeção de dinheiro provocada pela classe média. Ele não explicou, naturalmente, que a bolha econômica formada pelos programas de assistência social, iria explodir, como está acontecendo agora.

 

Ainda ele 

O ex-presidente, aliás, parece estar forçando uma presença mais substanciosa na mídia, através de declarações que, ouvidas antes como verdades inquestionáveis, são, hoje, analisadas com extrema desconfiança. Na semana passada, em reunião fechada com lideranças do Congresso, lançou a ideia de “uma reação gigante e conjunta” da classe política. A seu ver, o Judiciário vem fazendo um esforço inaudito, juntamente com a Polícia Federal, para riscar do mapa os bravos políticos brasileiros. Sobre os motivos de policiais e juízes estarem assim agindo, nem um pio.

 

Caiu

As últimas chuvas provocaram grandes danos nas reformas que o Banco do Brasil vinha realizando no prédio da av. Santos Dumont, onde deveria ser instalada uma nova agência. Devido ao incidente, a inauguração foi prorrogada.

 

Aparato 

Os uberabenses ficaram surpresos com o aparato policial por ocasião da inauguração das novas instalações da Câmara Municipal. Foi preparado um verdadeiro arsenal, na expectativa de que milhares de pessoas comparecessem à solenidade, o que, de fato, não aconteceu. Pouco mais de 100 viventes estiveram presentes ao ato.

 

Exagero

Procurando imitar os gabinetes dos deputados em Brasília e aumentando ainda mais os gastos com as reformas, que atingem mais de R$ 900 mil, foi fixada nas portas dos Excelentíssimos Vereadores a foto gigante de cada um. Em tempos de vacas magras, quando campeia a crise absoluta, é claro que o povão não gostou.

 

Exagero II

Somados todos os gastos exorbitantes da Câmara Municipal em todas as gestões, o resultado seria altamente suficiente para a construção da sede própria, sonho que está muito distante da realidade atual. Assim, o órgão permanece fracionado, praticamente, com 3 endereços diferentes: praça Rui Barbosa, rua Manoel Borges e, agora, na rua Vigário Silva.

 

Imbróglio caseiro 

Quem diria que o símbolo da paz e afabilidade que era Chico Xavier iria provocar uma celeuma de tamanha ordem... Treze anos após a morte do médium, respeitado internacionalmente, não há como se estabelecer uma forma de o município ativar seu Memorial. A atual comissão gestora dos trabalhos está prestes a entregar o serviço, que é a montagem física do prédio e seus equipamentos. Agoram vem a parte mais difícil. Quem vai gerir o acervo? E quanto deste acervo será acessível, visto que o odontólogo Eurípedes Higino, filho de criação de Chico, é retentor da maior parte e não se mostra nem um pouco disposto a doá-lo de mão beijada...

 

Sem graça

Circulando entre os grupos de WhatsApp, um vídeo, de péssimo gosto, no qual são apresentadas propostas de governo feitas durante a campanha, vitoriosa, de Paulo Piau. Ao final da narração, entra a edição de uma figura, bastante desagradável, soltando gargalhadas. Tal como as antigas “cartas anônimas”, a também anônima agressão não foi levada muito a sério pela população. Porém, teve o condão de levantar as orelhas dos policiais federais especializados em crimes da informática. Novidades virão a público em breve. Sabe-se, inclusive, de uma mudança de cidade que foi feita às pressas na semana passada.

 

Desrespeito

O censo do IBGE, segundo técnicos que o aplicaram aqui na terrinha (e que pedem anonimato), não merece de respeito. Alguns recenseadores tiveram, por economia, sua tarefa interrompida ao meio, sendo as lacunas não preenchidas jogadas para a manjada estratégia da “estimativa por amostragem”. O que os uberabenses gostariam é que os seus vereadores, tão combativos em temas menores, convencessem o Executivo a montar uma equipe caseira de recenseadores, adestrados por técnicos-estatísticos, sociólogos e profissionais especializados em densidade demográfica.

 

Resposta à leitora

A leitora Marilze Dias faz uma crítica severa aos jornais locais, que, no seu entender, passaram a figurar entre os jornais que “se espremer sai sangue”. Diz ela que só dá assuntos policiais nas páginas, numa afirmação da falta de criatividade dos jornalistas de hoje. Ela desafia se a coluna tem a coragem para publicar sua queixa. Tem sim, e aí está.

 

Hora de parar 

Realmente, não há nada mais que conserte. Após mais um jogo da seleção brasileira, transmitido pela Rede Globo, onze entre dez telespectadores são unânimes em afirmar: o Galvão Bueno perdeu o bonde da história. Devia ter parado no auge... São incontáveis os telespectadores que eliminam o som da TV durante suas transmissões. Aliás, o que menos se ouve durante elas são lances da partida. O tempo de “futebol narrado” é substituído por piadinhas, discussão com companheiros, tudo, menos o que está rolando em campo.