Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Fabiano Fideles

ACESSIBILIDADE: A A A A
Fabiano Fideles 14/03/2016
Fabiano Fideles
jjura2@terra.com.br
Fabiano Fidelis

MANIFESTAÇÕES
Este domingo poderá (ou não) marcar uma grande mudança nos destinos nacionais. Sensíveis às ruas, os congressistas brasileiros tendem a respeitar o ruído gerado pelo povo. E é ao Congresso brasileiro, aliás, de péssima qualidade, que cabe a última palavra quanto aos destinos da nação.

SÓ PRA CONSTAR
Com todo respeito que devemos aos organizadores dessas manifestações populares “pró-impeachment”, sempre é bom lembrar que, na queda do governo Collor de Melo, o povo foi para a rua movido pela indignação. Ao som do Hino Nacional e com os punhos erguidos, derrubaram o governante. Não havia coreografias, nem “dancinhas” ensaiadas.

SERIEDADE
Para não deixar um clima de intolerância na coluna, é bom explicar: cada um se manifesta como quer ou como gosta, inclusive com “dancinhas” nesta coreografia ensaiada. Mas, é preciso reconhecer que isso tira muito da seriedade e do sentimento que se quer dar às manifestações. 

TROCA-TROCA
Termina no próximo dia 18, o prazo para os senhores políticos definirem em qual partido estarão no pleito de outubro. A data está prevista na nova Resolução do TSE e marca o fechamento da janela da infidelidade partidária...

LIXO DO LIXO
Cheira mal esse assunto da Limpebras em Uberaba. Foram veiculadas pelo menos dez informações sobre a paralisia das operações no início da semana anterior. A cidade ficou sem coleta, com todo desconforto que isso gera. Porém, nem a prefeitura, nem a empresa falaram a verdade sobre o ocorrido.  Os patrões, como sempre, garantiram aos empregados o dia trabalhado, mesmo com os braços cruzados. Forma de pressionar o governo, devedor.

FALA DEPUTADO !    

O deputado estadual Lerin é um dos âncoras da nova propaganda política do PSB na televisão. Grudado ao teleprompter, o deputado lembra que o dinheiro público está sendo desviado por crimes de corrupção e conclama todos nós para irmos para o PSB. Assim, estaríamos acabando com a bandalha...
    
FAÇA O QUE 
EU DIGO...
O que não aparece na propaganda de televisão do PSB é uma explicação que todos gostariam: como um deputado, em pleno recesso de janeiro, ou seja, sem precisar ir trabalhar, torra todos os R$ 20 mil de sua “cota de despesas”? Incluindo aí, nesses gastos, R$ 7 mil com “consultoria”?

CARA NA PORTA
No último dia 8, bem cedinho, as pessoas que se dirigiram à Caixa Econômica Federal da av. Capitão Manoel Prata deram com a cara na porta. Havia um lacônico aviso pregado no vidro, informando que aquela agência estava “inoperante no momento” e que ficaria assim “por tempo indeterminado”. Os clientes, que insistiam, batendo no vidro e chamando a segurança interna, eram informados – através do vidro – que “só a gerência poderia falar do assunto”!

FOGO E BURRICE
Soube-se, mais tarde, que algum cliente revoltado, ou algum vândalo desocupado, ateara fogo em um dos caixas eletrônicos da agência, durante a madrugada. E a paralisação e fechamento da agência foram ordenados enquanto não aparecia por ali a polícia técnica, para fazer o levantamento da cena do crime. Tudo muito certo... O que estava errado era a burrice da mensagem na porta, que deixou dezenas de clientes indignados. Custava explicar?

ATÉ QUANDO?
Olavo de Paula Silva, 49 anos, bem que lutou, mas acabou morrendo em razão dos ferimentos recebidos durante o assalto (agora latrocínio) à loja de venda de doces às margens da BR-050. Olavo gerenciava o estabelecimento. E todos nós, que somos os “olavos” de amanhã, ficamos nos perguntando até quando o Estado de Minas Gerais seguirá sorrindo em nossa cara.

NÚMEROS FÚNEBRES
Com o final de fevereiro, chegaram os novos números dos índices de criminalidade em Minas Gerais. Entre 2013 e 2014, foram 4.228 homicídios. Entre 2014 e 2015, o número é de 4.177. Na região metropolitana (BH e satélites), houve uma queda de 22,14% na criminalidade! Resumindo: nos últimos doze meses, a matança continuou do mesmo tamanho... O crime apenas interiorizou-se. 

CÚMPLICES
As autoridades uberabenses (todas) dão de ombro para a questão da segurança. A cidade que precisaria contar com pelo menos 500 guardas municipais, possui 70... Os soldados da PM, embora se esforcem, são em número 9 (nove!) vezes inferior ao mínimo necessário para atender a nossa população. E a Polícia Civil... dá pena. Basta olhar os prédios (pardieiros), veículos e equipamentos destinados a esses pobres diabos. As nossas autoridades não gostam da palavra, mas, na verdade, são cúmplices dos bandidos.

CANCELADO
Por falar em bandido e polícia, não haverá mais o depoimento em circuito interno, marcado entre o ex-presidente Lula e o juiz Sergio Moro, da operação Lava Jato. Lula está dispensado de comparecer à sede da Justiça Federal, região da Paulista em SP, onde responderia a Moro, em Curitiba, através de sistema on-line.

ANDANDO
O que não foi cancelado e prossegue, nesta segunda-feira, é o processo sumário de cassação de mandato, atualmente em fase relatorial, na Comissão de Ética do Senado Federal, do senador Delcídio (PT/MS). A fase atual é de procedimento investigatório e vai gerar um relatório que, aprovado no Conselho, seguirá para decisão do plenário. Dificilmente, o senador conseguirá manter seu mandato. Em sua delação premiada, ainda não conhecida de forma plena, sabe-se que ele entregou dezenas de seus colegas de profissão.

FATURANDO
A Assembleia Legislativa de Minas Gerais está gastando os tubos com campanha publicitária, veiculada na capital mineira. Os anúncios louvam a própria Assembleia (claro!) por seu trabalho “eficaz e de cidadania” de pronta resposta à tragédia do rompimento da barragem em Mariana... Quem vê os anúncios é levado a acreditar que os deputados mineiros, tão logo espocou a barragem, correram a socorrer toda a região afetada...
NA LAMA
Aliás, quando se lembra da tragédia em Mariana, é preciso dizer que, durante dias, após o horror provocado pela barragem, a população atingida foi abandonada literalmente na lama. O assunto, hoje, apenas ainda está “rendendo” devido a fortes pressões internacionais de entidades ambientalistas. A instrução, tanto entre os governantes como entre as empresas responsáveis pelo crime ambiental, é forçar o esquecimento do feito o mais rápido possível.

RIP    
Com relação à Mariana e suas vítimas, esta semana que se finda marca a paz da família do último morto pela barragem. Foi encontrado o corpo do funcionário da empresa Integral Engenharia, que pilotava um carro-pipa no momento da tragédia. Finalmente, será sepultado com alguma dignidade.

IRONIA
Ainda sobre a tragédia de Mariana, nunca é demais lembrar que os diretores das empresas responsáveis pela mineração “sumiram” nos primeiros dias do fato. A nossa valente presidente da república só foi aparecer no local uma semana depois. Já para prestar solidariedade a Lula, dias atrás, Dilma foi ligeira. Avião, helicóptero e comitiva de carros oficiais foram deslocados para São Bernardo em poucas horas. Brasil...

CRISE GERAL
A péssima gestão com que a economia brasileira foi brindada nos últimos anos provocou um estrago imenso em Minas Gerais. Ícones históricos da força econômica do Estado, gigantes como Mendes Júnior, Usiminas, bancos mineiros e mesmo a Fiat, dão sinal de exaustão. Alguns não conseguirão sobreviver. Outros irão demorar anos para se recuperar.
ESPANTO
Falando em crise, o número divulgado pela Globo News, quinta-feira passada, deixa qualquer um com a boca aberta. Um levantamento especialmente contratado pela emissora junto à FGV apontou que, no último trimestre (dezembro-fevereiro), 96.732 empresas do setor varejista fecharam as portas em nosso país. Nunca se viu nada assim antes...

AGIOTAGEM
Embora a inflação oficial brasileira tenha sofrido um leve recuo no mês de fevereiro (queda de 0,37% na aceleração), o fechamento dos últimos doze meses ainda aponta para um alto índice: 10,36%. Os efeitos já são sentidos no bolso do trabalhador. Enquanto isso, no sistema bancário brasileiro (um bordel inexpugnável), os juros do cartão de crédito, o tal “rotativo”, bateram na casa dos 420%. Estamos ou não estamos na gaiola das loucas??? 

LIBEROU ?
Matéria polêmica votada pelo Congresso na semana que se finda atropelou a sistematização (aliás, burra) da Anvisa e “liberou” para o consumo humano o composto químico sintetizado conhecido como “fosfoetanolamina”. O composto, de possível efeito curador nas doenças do câncer, já poderia ser consumido pelos pacientes. Mas, como tudo no nosso país, ninguém sabe como, nem onde, nem quando...

MARKETING VESGO
Este assunto do fosfoetanolamina é muito sério, pois leva a esperança a milhares de vítimas do câncer, que lutam desesperadamente por uma chance de vida. Tão prodigioso no “marketing eleitoral”, o governo brasileiro é incapaz de marcar um horário de cobertura nacional pela TV para instruir a população de como agir em relação ao medicamento. Leva a acreditar que o loby do sistema farmacêutico é realmente mais poderoso que o governo