Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Fabiano Fideles

ACESSIBILIDADE: A A A A
Fabiano Fideles 15/05/2016
Fabiano Fideles
jjura2@terra.com.br
Fabiano Fidelis

A ÚLTIMA QUE MORRE
Tivemos uma das mais tensas semanas na nossa história política recente, marcada pelo afastamento jurídico da atual presidente do país e a posse do interino, Michel Temer.  Mais uma vez, sentados à frente da TV, nós brasileiros buscamos arranjar uma ponta de esperança no interior de cada um. Assim tem sido através das décadas, malgrado o país tenha avançado muito lentamente e nada de espetacular aconteça.
NEM TANTO
Uma lástima enquanto governo, mas ultra competente quando oposição, o PT promete erguer um mantra pelo país, denunciando o “golpe” e apostando que Dilma ainda volta. Bobagem. O impeachment, todos sabem, tem nas “pedaladas” e nos decretos os seus motivos mais frágeis. O governo caiu simplesmente porque perdeu apoio popular. E o Congresso é altamente sensível ao ronco da multidão.  
IMAGEM RUIM
No caso atual, enquanto Dilma Roussef e o PT contribuem muito para tornar o clima bastante pesado, prometendo “luta e combate”, Michel Temer também não colabora muito para suavizar as coisas. Extinguiu meia dúzia de ministérios (iria cortar mais da metade) e nomeou um grupo de ministros onde brilham “estrelas do fisiologismo”.
FIGURINHAS
Este novo Ministério é juncado de figurinhas conhecidas da mídia nacional, como Eliseu Padilha (Casa Civil); Romero Jucá (Planejamento); Helder Barbalho (Integração Nacional); Sarney Filho (Meio Ambiente); Gedel Vieira , Picciani... Enfim, uma “fauna” bastante assídua do noticiário nacional e, quase sempre, com péssimas citações.
PROTEÇÃO
O jogo é pesado e de fácil compreensão: no infeliz país em que vivemos, por mais bandido que seja um cidadão, se ele for do primeiro escalão do governo tem garantia de foro privilegiado... Uma dessas regalias só imagináveis em republiquetas de segunda categoria. Temer está “livrando a cara” dos amigos envolvidos na Lava-jato (sete, ao todo).
AÉCIO AVALIZA
O presidente do PSDB nacional, senador Aécio Neves, explicou que o partido é avalista (e participa) do governo de Temer por entender que “apoiar só de fora seria se omitir, num momento em que o país mais necessita.” Que fique então registrado para a História que, pela primeira vez, os tucanos evitaram o muro... Ninho natural e eterno dos seus correligionários.
PACTO FEDERATIVO
Assunto para poucos e de conteúdo simplesmente explosivo, uma anunciada repactuação federativa com governadores e prefeitos foi mencionada por Temer em sua primeira fala à nação. Foi apupado pelos governadores e prefeitos presentes na cerimônia. Hoje, municípios e estados são coadjuvantes no cenário nacional. E Temer tem razão quando diz que a imagem de “Federação” só se justifica com o fortalecimento desses agentes. Fácil de falar, difícil de fazer...  O aumento da força de um lado, envolve perda de poder do outro.
FATOR FEMININO
Bastante notada (e criticada) a ausência feminina no novo Ministério brasileiro. Alguns gaiatos saíram de Brasília dizendo que Dilma Rousseff esgotou, pelos próximos anos, todos os índices de participação feminina em governos.  Em Uberaba, quem não pensa assim é o ex-prefeito Anderson Adauto. Está preparando sua esposa, Ângela, para ser sua eventual substituta na candidatura a prefeito, caso a justiça eleitoral o impeça de tocar sua candidatura. Democracia de gênero!
COMO SERIA?
Por falar em Anderson Adauto, lembrando a batalha jurídica travada anos atrás com o atual prefeito Paulo Piau, pelo mando do PMDB em Uberaba, fica uma questão curiosa no ar:  se Anderson houvesse se mantido no PMDB, onde (e como) estaria agora, nesta queda de braço entre Temer e Dilma/Lula? 
POBRE CIDADE
Uberaba é o espelho e exemplo do verdadeiro prostíbulo que se tornou a atividade político-partidária no país. O que se vê por aqui é a presença de cinco ou seis gatos pingados que detêm o mando sobre cerca de 30 partidos políticos. Há uns quatro com o empresário J Júnior; oito com Ricardo Saud; cerca de seis com Paulo Piau; outros tantos nas mãos do deputado Aelton;  e por aí vai...
MERCADO
Como no país o mando sobre partidos tornou-se fator decisivo para vencer eleições, as siglas são criadas a granel e vendidas no atacado. Empresários sem o mínimo escrúpulo e que zombam de alguns conceitos como cidadania e ética, dão um pulinho em Brasília (ou BH) e retornam com a capanga cheia... Um partido nanico, com as devidas garantias de mando, não sai por menos de trezentos, indo até quinhentos mil reais! Uma sopa de letrinhas que, passadas as eleições, não servem pra nada. Instituições canhestras, mantidas com o suado dinheirinho do trabalhador.
IDIOTAS DE FORA
Neste “jogo partidário” é feito um vale-tudo para seduzir pessoas com algum potencial de votos, que irão integrar as chapas de vereadores.  Hoje, em Uberaba, existem cerca de trezentos pré-candidatos à vereança.  São pessoas que sabem perfeitamente do grande esquema partidário em andamento. Estão por dentro do jogo. Do lado de fora, ficamos nós, os eleitores/patrocinadores, seguramente os idiotas da festa.
LANÇAMENTO
Falando no doublé de empresário e cacique político, Ricardo Saud, há quem afirme na cidade que desta vez ele reuniu condições suficientes para disputar pessoalmente a Prefeitura de Uberaba. Os oito partidos que mantém sob seu domínio, somariam um apreciável tempo de propaganda televisiva. Além disso, segundo um instituto local, pesquisas mostrariam o rapaz tem excelentes condições de disputa!
NOBRE COLEGA!
Presidente da Câmara Municipal, vereador Luiz Dutra, com todas as vênias e respeito que lhe devemos, precisa urgentemente fazer uma revisão no domínio do vernáculo. Na sessão da Câmara ocorrida nesta semana, televisada para quem quisesse ver, soltou esta: “Os vereadores que concordam se permaneçam como estão”...
MAU NEGÓCIO
A política, como se sabe, é uma arte. E é para poucos, tal a quantidade de idas e vindas que um mesmo caminho pode conter. Quem está aprendendo cedo esta lição é o herdeiro do clã Cartafina em Uberaba, representado pelo vereador Franco. Ele e o seu PHS (escusas pelo trocadilho) franquearam as portas do partido para o locutor de FM “Tubarão”, pré-candidato à Câmara Municipal. Hoje, segundo uma prévia realizada nas redes sociais, Franco tem metade das citações de seu protegido.... Péssimo negócio!
AMOSTRA
Temer tomou posse na quinta e uma hora depois as centrais sindicais já davam, na porta da Fiesp (SP), uma amostra de como será dura a vida do presidente interino.  Em Minas, já foi decretada greve “contra o impeachment“ nas escolas estaduais... Mais uma vez, os pais de alunos de escola pública, que são os de menor poder aquisitivo, são os prejudicados pelas lutas sociais intermináveis!
VOLÚVEL
Uma senhorita de Uberaba, que ganhou muita notoriedade pelo corpo exuberante e as exposições sensuais na internet, lançou-se candidata a vereadora. Apareceu na mídia local, posando ao lado do ex-prefeito Anderson e anunciando sua filiação junto àquele grupo. Na semana que se finda, reapareceu, agora comunicando que preferiu trocar. Foi para o grupo de apoio ao prefeito Piau. Perguntada se é volúvel, a bela sorriu...
PRÉ-CANDIDATOS
Com o aquecimento do caldeirão político, Uberaba fervilha com informações de pré-candidaturas sendo cogitadas para prefeito. A dupla Lerin-Anderson foi desfeita e ambos se anunciam candidatos. Samir Cecílio, atual vereador, ensaia um voo solo. No PV é cogitada a candidatura do advogado Públio Rocha. Paulo Piau é candidato à reeleição, e o vereador Riposatti foi lançado pelo grupo de Marcos Montes.  Filiado ao PTC, de Collor de Melo, Wagner Nascimento Júnior também se anuncia candidato.
SOB ESTUDO
Este último registrou uma pesquisa na Justiça Eleitoral realizada por um instituto de pouca expressão e, por isso, teve dificuldades em divulgá-la na mídia uberabense.  A mostra coloca o moço em primeiríssimo lugar no “grid” de largada das eleições.  Porém, gente muito bem informada comentou com a Coluna Bastidores que Wagner Júnior está estudando, com muita atenção, uma proposta recebida para ser vice numa das mais poderosas chapas locais.
SINAL DOS TEMPOS
Embora não seja boa para alguns, esta notícia deve soar agradável para a maioria: o PT e duas poderosas centrais sindicais, ligadas ao finado governo Dilma, iniciaram as providências para desocupar as suntuosas sedes que ocupam na capital paulista, e buscam instalações bem mais modestas para operar suas atividades.
GAFE
Reunião ocorrida no Jaburu, na quarta-feira última, para montagem do novo Ministério, teve gafe mineira e das grandes. Articulando nomes para ocupar o Ministério dos Esportes, Temer foi surpreendido pelo voluntarismo do deputado Newton Cardoso Filho, que simplesmente se ofereceu para o cargo! Constrangido Temer mudou de assunto. É a velha máxima: nunca seja candidato de si mesmo!
“ATÉ”
O trâmite do processo de impeachment tem um prazo legal estipulado em “ATÉ” cento e oitenta dias. Poucos dão atenção à palavrinha “até”, e acreditam, como Dilma Rousseff, que terão seis meses para tocar fogo no país... Santa ignorância. O processo, ao contrário, irá caminhar na velocidade da luz. E com todos os direitos à defesa e ao contraditório respeitados. Quem afirma é um alto funcionário do STF.
AZAR E SORTE
A mesma fonte informou à coluna que o arquiinimigo de Dilma, Eduardo Cunha, enfrenta uma maré de azar. O deputado carioca foi afastado de suas funções de presidente da Câmara dos Deputados e agora recebe a notícia que o processo que sofre no STF será relatado por um salivante ministro Dias Toffoli, que sempre nutriu grande simpatia pela presidente Dilma. Já Aécio Neves teve mais sorte. O processo instaurado contra ele, também no STF, foi sorteado para ser relatado por Gilmar Mendes, considerado “o mais tucano dos ministros”. Gilmar devolveu o pedido de instauração de processo contra Aécio à PGR, quinta à noite. Achou fracas as alegações.
MAIS UM
Falando em poderosos às voltas com a justiça, o ministro Edson Fachin do STF anunciou neste final de semana que irá levar ao plenário o oferecimento de denúncia, atualmente em sua mesa, contra o presidente do Congresso, Renan Calheiros. Se os ministros aceitarem a denúncia, Renan, na condição de réu, estará automaticamente afastado da linha sucessória. O assunto ainda é aquele, da empreiteira generosa que patrocinava um romance antigo.
E AGORA?
Que enrascada! Muitos adversários do atual prefeito, Paulo Piau, já estavam com todo o material preparado, para mostrar fotos de Piau com Dilma Rousseff durante a campanha eleitoral que virá. Seria uma forma de “jogar rejeição” no colo do forte candidato à reeleição.  Acontece que a chapa que Piau apoiou nas eleições era Dilma-Temer, e o sortudo prefeito uberabense sempre foi mais Temer que Dilma... E está com a “bola cheia” em Brasília.  O tiro da oposição está saindo pela culatra.
BALANÇO
O atual (e ainda interino) presidente da República já recebeu alguns pedidos de seu aliado, Paulo Piau, durante visita que o prefeito fez a Brasília na semana que passou. Piau falou sobre a dramática situação dos municípios brasileiros e também sobre o impasse da “planta de amônia” na cidade. Num balanço geral, a mudança ocorrida no governo federal poderá gerar bons dividendos para Uberaba.  
FECHANDO
O aniversário de dez anos do escândalo conhecido como “mensalão”, coincide com a dramática página que a atual história do Brasil está escrevendo. São tempos de insegurança e expectativa, mas uma coisa não se pode negar: o brasileiro é hoje um cidadão muito mais maduro politicamente. E isso irá fazer toda a diferença no nosso futuro. Bom domingo a todos!