Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Marcos Montes

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Montes 18/04/2014
Marcos Montes
dep.marcosmontes@camara.leg.br
Fala Deputado - por Marcos Montes

Semana atípica - Além das funções normais do mandato – discussões e votações em plenário, visitas às bases políticas e contatos com o povo, eu vivi uma semana atípica, mesmo para mim, acostumado que sou aos debates e polêmicas. Ao sugerir à 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil – a prestigiosa OAB de Uberaba –, que sua diretoria assuma a liderança de um movimento de combate à criminalidade no município, não esperava uma reação tão intensa por parte da comunidade. Mas, admito que me senti bem, ao constatar que minha sugestão é o que os uberabenses esperavam de mim.

Desagrados - É claro que teve um ou outro que criticou o fato de eu ter levado a sugestão à OAB, mas entendo que a política ainda tenha, na sua estrutura, gente que não consegue enxergar o coletivo em primeiro lugar, e que trata adversários como se fossem inimigos. Felizmente, é minoria. 

União de forças - Já disse aqui, neste espaço, em outra ocasião, que Uberaba está vivendo novos tempos. Desde que assumiu, o atual prefeito, Paulo Piau, tem resgatado uma prática importante para o desenvolvimento de Uberaba, e que eu, enquanto fui prefeito, procurei valorizar: a união de forças, independente de diferenças ideológicas e partidárias. Apesar de sermos adversários políticos, reconheço que, no seu governo, Uberaba está retomando o caminho da ética e do desenvolvimento, que, infelizmente, estávamos perdendo.

Reforço - Enfim, quero reafirmar o que eu disse pessoalmente ao presidente da OAB de Uberaba, Vicente Flávio Macedo, e demais diretores que participaram da reunião, na sede da entidade: que não tenho objetivo político partidário ao fazer a sugestão. 

Qualificação - Estou extremamente preocupado com os rumos da criminalidade em Uberaba – da qual, inclusive, minha família e eu fomos vítimas -, e creio que a OAB, pela sua participação nas questões importantes do país, e por representar quase todos os profissionais que lidam na segurança pública, seja o foro qualificado para liderar o movimento.

Ações - Também quero deixar claro que, ao defender e sugerir um movimento local, não estou ignorando a criminalidade que tomou conta do Brasil de um modo geral. Apresentei vários projetos de lei na Câmara dos Deputados e tenho convocado os colegas – inclusive na tribuna – a nos unirmos em torno de uma legislação penal mais rigorosa e atual. Enquanto isso, entendo que Uberaba deve correr atrás de alternativas para a sua própria situação.

Agradecimento - E aproveito para agradecer as manifestações de apoio – centenas delas, que chegaram até mim através da rede social, de e-mails, de telefonemas, telegramas, dos jornais.

Fui muito bem recebido pelo presidente Vicente Flávio Macedo, e pelos diretores Maria Angélica Queiroz Coici (vice-presidente); Eduardo Augusto Jardim (secretário); Paulo Márcio Miranda (secretário-adjunto), e Rodrigo Santana Basílio de Oliveira, a quem aproveito para parabenizar por ter assumido recentemente a presidência da ala jovem da OAB. O comando do movimento está com a OAB de Uberaba, e estou à disposição para o que precisarem em termos de apoio. 

FELIZ PÁSCOA! Minha família e eu desejamos a todos vocês e suas famílias e amigos uma Feliz Páscoa, lembrando sempre que estamos ganhando a oportunidade de libertação e reconciliação - conosco, com os que vivem ao nosso redor, com o mundo e com Jesus. É tempo de reflexões e de mudanças. Um grande abraço.