Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Marcos Montes

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Montes 17/04/2015
Marcos Montes
dep.marcosmontes@camara.leg.br
Marcos Montes

Responsabilidade - Eleito para presidir a comissão especial designada para debater e proferir parecer no Projeto de Lei nº 3.722, de 2012, do colega deputado federal Rogério Peninha (PMDB/SC), que altera o estatuto do desarmamento, assumo esta grande responsabilidade com a consciência de que vem muita polêmica por aí. Mas, preparado para agir com a democracia e a serenidade que o assunto exige e merece.

1ª reunião – Inclusive, já temos a primeira reunião marcada para dia 23 de abril. Neste dia, vamos definir o roteiro dos trabalhos e apreciar os requerimentos que forem apresentados até às 18h do dia anterior. E, pra vocês terem uma ideia, vários requerimentos já foram antecipados por membros da comissão, a maioria pedindo a realização de audiências públicas.

Os lados – Por sinal, minha primeira declaração, ao ser eleito, foi de que vamos realizar pelo menos oito audiências para ouvirmos todos os lados da questão: apoiadores da flexibilização da venda e posse de armas de fogo; críticos; especialidades; autoridades, enfim, entendo que o parecer da comissão terá que envolver uma série de requisitos: a opinião popular, a tecnicidade do assunto, o interesse da Nação, entre outros.

Parceiros - E, com certeza, vou contar, para isso, com o apoio de grandes parlamentares, gente compromissada com o bem-estar do povo: os colegas Laudívio Carvalho, Cláudio Cajado e Guilherme Mussi.

 

Deputados federais Guilherme Mussi/PP-SP, 2º vice-presidente; Laudívio Carvalho/PMDB-MG, relator; Cláudio Cajado/DEM-BA, 1º vice; Marcos Montes; Rogério Peninha/PMDB-SC, autor do projeto que flexibiliza a venda e posse de armas de fogo; e Afonso Hamm/PP-RS, membro efetivo da comissão (Foto: Assessoria do deputado Peninha)

 

Visita – Aproveito para destacar que recebi, na condição de presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, esta semana, em Brasília-DF, a visita do vereador de Uberaba, João Gilberto Ripposati (PSDB). Meu aliado e amigo, Ripposati é, sem dúvida, um patrimônio da política da cidade e região.

Boa prosa - Servidor de carreira licenciado da Epamig e presidente, na Câmara de Uberaba, das comissões permanentes de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Agronegócio; de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Infraestrutura, Ripposati conheceu a estrutura da Frente e ainda conversou com o filósofo e ministro Mangabeira Unger, que participava de reunião na FPA para discutir as perspectivas do agronegócio no Brasil. O vereador foi muito elogiado por todos.

 

 

Marcos Montes, Mangabeira Unger - ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos do governo federal, e João Gilberto Ripposati (Foto: Divulgação FPA)

 

PEC 443 - Informo aos amigos advogados que me procuraram, reivindicando uma ação em favor da PEC 443 – a Proposta de Emenda à Constituição que fixa parâmetros para a remuneração dos advogados públicos, que encaminhei ofício ao presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ), pedindo a inclusão da matéria em pauta de votação. Não podemos mais protelar o assunto.