Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Marcos Montes

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Montes 03/07/2015
Marcos Montes
dep.marcosmontes@camara.leg.br
Marcos Montes

Audiência pública - Abro esta edição cumprimentando e agradecendo a todos que compareceram à audiência pública, dia 29 de junho, na Câmara de Uberaba, para discutir a proposta de flexibilização do comércio e porte de armas de fogo no Brasil. Na condição de presidente da comissão que analisa o tema na Câmara dos Deputados, fiz questão de apoiar a reivindicação do presidente da Câmara de Uberaba, Luiz Dutra, ciente de que ele, a exemplo dos integrantes da comissão, deseja que a proposta seja amplamente debatida. Uberaba respondeu à altura da importância que representa este projeto para o país.

Agradecimento - Através do presidente Luiz Dutra, abraço e cumprimento cada um que participou da organização – desde a mesa diretora, até os demais vereadores e os servidores da Casa que tanto se empenharam pelo sucesso do evento. Em nome do vice-prefeito Almir Silva, abraço e cumprimento a todas as autoridades que participaram da audiência, especialmente os debatedores oficiais.

A comissão - E também não posso deixar de agradecer aos companheiros de comissão especial, que fizeram questão de abrilhantar a audiência com suas participações: os deputados federais Laudívio Carvalho (relator), Eduardo Bolsonaro (PSC/SP), Edson Moreira (PTN/MG) e Luiz Gonzaga (PDT/MG).

 

Audiência pública na Câmara de Uberaba atraiu dezenas de pessoas

 

Conquista importante - Sem dúvida, uma das principais lideranças da nossa região, o deputado federal e ex-prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, e eu, nos reunimos esta semana com o fundador e presidente nacional do PSD, ministro das Cidades e ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Na pauta da conversa, a conquista importantíssima de Odelmo para o nosso grupo político.

Parceria - Também conversamos sobre as eleições de 2018. Odelmo e eu defendemos que a região do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba precisa recuperar sua importância política, inclusive disputando cargos majoritários (governador, vice-governador e senador). A conversa desta semana foi o início de uma mobilização que pretendemos que se torne grande em favor do Triângulo/Alto Paranaíba.

 

Marcos Montes, Gilberto Kassab e Odelmo Leão articulam politicamente

 

Maioridade penal - Câmara dos Deputados aprovou na madrugada de 2 de julho a redução da maioridade penal no Brasil, de 18 anos para 16 anos, em casos de crimes hediondos.  Dos 480 presentes, 323 votaram a favor, 155 votaram contra e houve duas abstenções. Votei a favor da redução após um amplo exercício de avaliações sobre o assunto, pesando todos os lados, e decidindo, finalmente com base na minha consciência.

Lamento - Entretanto, não vejo motivo para comemorar. É lamentável que estejamos votando a redução da maioridade penal, pois isso é reflexo da situação dramática que enfrenta o Brasil na área de segurança pública. Se o governo federal tivesse feito a lição de casa - investindo em educação, por exemplo - nós não estaríamos assistindo a tantas barbaridades cometidas por adolescentes.

 

 

Alunos do Instituto de Cegos  executaram a música "Viver e não ter a vergonha de ser feliz", de Gonzaguinha, na abertura da Megaleite

 

Emoção - Estou encantado com o grupo de alunos do Instituto de Cegos do Brasil Central de Uberaba, que se apresentou na abertura oficial da Megaleite, dia 30 de junho. Há muito tempo eu não me emocionava com tamanha intensidade. Quero parabenizar o ICBC, os alunos/artistas, as coordenadoras/professoras Meire Vitorazi e Teresa Cristina Gobo, a Marisa que supervisiona a turma.

Homenagem – E aproveito para agradecer aos amigos da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando pelo Mérito 2015 que me concedeu na abertura oficial da feita. Em nome do presidente da Girolando, Jônadan Ma, dedico esta homenagem às mulheres e homens do campo - que são os que seguram as pontas da economia brasileira