Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Marcos Montes

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Montes 27/11/2015
Marcos Montes
dep.marcosmontes@camara.leg.br
Fala Deputado - por Marcos Montes

“Crescimento e fortalecimento do PSD estão incomodando muita gente”...

 

Infelizmente - Abro a edição de hoje desta coluna refletindo sobre o assunto que ganhou as manchetes dos noticiários nacionais e internacionais nos últimos dois dias: a prisão do senador e líder do governo federal no Senado, Delcício Amaral (PT/MS).

Sem festa - Não há o que comemorar. Muito pelo contrário! Todos sabem da minha posição crítica ao PT, mas lamento profundamente que a política brasileira, já tão atingida pela crise ética e enfrentando um repúdio popular generalizado, ainda tenha que passar por mais um episódio desta natureza!

Só vendo pra crer – Acompanhei a sessão especial no Senado, quarta-feira, quando os senadores decidiram a respeito da prisão que havia sido decretada, naquele dia, pelo Supremo Tribunal Federal e cumprida pela Polícia Federal.

Constrangimento - Visivelmente abatidos, assustados e constrangidos os senadores viveram dois momentos distintos na sessão. Primeiro, debaterem se a votação seria secreta ou aberta. Venceu a votação aberta.

Inédito - Em seguida, os senadores votaram se a prisão do colega deveria ser confirmada ou revogada. Por 59 votos a favor e 13 contra, o plenário confirmou a prisão. Em vez de críticas, o que marcou a sessão foi uma série de lamentos. Afinal, a prisão de um senador no exercício do mandato acontece pela primeira vez na República.

Acusação - Senadores aliados e até amigos pessoais do líder do governo no Senado votaram a favor da prisão, reconhecendo que a acusação é muito grave. O senador estaria armando a fuga do ex-executivo da Petrobras, Nestor Cerveró, para assim, impedir que ele assinasse delação premiada na Operação Lava Jato. Tudo gravado pelo filho do próprio Cerveró.

Dignidade - É preciso reconhecer que os senadores agiram com a dignidade que a população tanto exige dos políticos. Não se trata de julgar o líder do governo: isso é função da Justiça. Trata-se, sim, de apoiar as apurações das denúncias.

Fantasmas - Minha opinião sobre a situação do senador Delcídio é a mesma que já manifestei várias vezes sobre os pedidos de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e de cassação do mandato do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ). É preciso apurar. Independente do resultado das investigações, o povo brasileiro merece respostas. Reafirmo o que eu disse aqui mesmo, na semana passada: estas indefinições são fantasmas atormentando a sociedade brasileira.

 

SEM MOTIVO PARA COMEMORAR – Durante a sessão em que se discutiu a prisão de Delcídio Amaral, o deputado federal Marcos Montes conversou longamente com o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, que também lamentava o episódio. A exemplo do deputado, o presidente do PSDB analisava que “não existe motivo para comemorações”

 

Sem credibilidade - Aproveito a oportunidade que este espaço me oferece, para repudiar toda e qualquer tentativa de se colocar em dúvida o ótimo relacionamento que mantenho com o fundador e líder do PSD, ministro Gilberto Kassab. Digo isso porque fui procurado por um jornalista de Belo Horizonte, que disse ter ouvido de uma fonte que eu estaria prestes a mudar de legenda. Pura maldade da fonte. Maldade, desinformação e de nenhuma credibilidade.

Quantidade com qualidade - O PSD está incomodando muita gente – nas esferas nacional, estadual e inclusive em Uberaba, onde presido a legenda, e onde o PSD é o que mais tem crescido em termos proporcionais. De acordo com as estatísticas da Justiça Eleitoral, o PSD de Uberaba já cresceu 20% em 2015. E o que mais me orgulha não é a quantidade, mas sim, a qualidade dos filiados – os antigos e os que estão chegando.

Os incomodados - Além disso, participei ativamente das articulações que tornaram o PSD de Uberlândia um dos partidos mais fortes da cidade. Entre os novos filiados, ninguém menos que o presidente da Câmara de Vereadores! Sem contar que este fortalecimento não se resume a Uberlândia, mas tem se estendido para várias cidades do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. E não se espantem se o PSD vier a se transformar no partido mais importante do Brasil!

 

Um abraço e até sexta-feira que vem!