Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Marcos Montes

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Montes 11/10/2013
Marcos Montes
dep.marcosmontes@camara.leg.br
Faço questão de abrir

esta coluna, nesta sexta-feira, 11 de outubro, com um assunto que considero da mais alta relevância humana e social. Esta semana, a presidente Dilma Rousseff sancionou o direito aos taxistas de deixarem a exploração de suas licenças como herança, em caso de morte. A partir de agora, portanto, estes profissionais podem garantir a segurança de suas famílias, já que elas terão a possibilidade de suceder o permissionário durante o tempo que durar a validade da licença. Uma grande vitória, não apenas para os taxistas, mas também para todos nós, agentes políticos, que apoiamos a reivindicação. Com certeza, trabalhamos mais tranquilos quando sabemos que nossa família está protegida. Tenho muitos amigos taxistas em Uberaba, e através deles, quero parabenizar toda a categoria, que há muitos anos vinha lutando por este direito.


Filhos não têm idade – Escolhi para ilustrar a Semana da Criança uma foto com as duas eternas crianças da minha vida e da Marília: nossas filhas Guta e Gabriela 

Permanentes- Para que os leitores do JORNAL DE UBERABA tenham noção das atividades do meu mandato, gostaria de ressaltar que atualmente participo de duas Comissões Permanentes e de várias Comissões Especiais da Câmara dos Deputados, todas elas relacionadas a temas estratégicos para o país. Sou titular da Comissão Permanente de Minas e Energia, e suplente da Comissão Permanente de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural.

Especiais - Além das funções naturais de um parlamentar, que incluem elaboração, debates e votação de projetos, também participo das seguintes Comissões Especiais: a que analisa o projeto que estabelece diretrizes para a organização da carreira única de Médico de Estado; a que vai emitir parecer sobre o projeto que dispõe sobre o regime de aproveitamento das substâncias minerais; a que vai proferir parecer no projeto que institui o Código Comercial Brasileiro, e ainda, a que vai estudar e apresentar propostas para a reforma do Código Penal.

Carreira - Pra dar uma ideia da abrangência destas comissões, cito como exemplo a Proposta de Emenda à Constituição, apresentada em 2009 pelo deputado federal e médico Ronaldo Caiado, do DEM de Goiás, que estabelece diretrizes para a organização da carreira única de Médico de Estado. A matéria estava engavetada e foi tirada da gaveta agora, recentemente, em função da polêmica da importação de médicos, entre outros assuntos relacionados à saúde pública no Brasil.

Piso nacional -  Acredito que a organização de uma carreira seria uma solução para grande parte dos problemas relativos à falta de profissionais para atender à rede pública. Os médicos ingressariam na rede pública – municipal, estadual e federal – através de concurso público, com dedicação exclusiva e piso nacional fixado por lei, e com possibilidade de ascensão funcional do médico de Estado com base em critérios de merecimento e antiguidade.

Mais médicos -  Enquanto isso, a Câmara dos Deputados concluiu a votação da Medida Provisória 621/13, do governo federal, que cria o programa Mais Médicos, cujo objetivo principal é levar atendimento público para cidades e regiões onde existe carência destes profissionais. Votei a favor do projeto, mas fui contra a emenda que tirou a obrigatoriedade de registro nos conselhos regionais. Esta incumbência foi transferida para o Ministério da Saúde.  

Uberaba tem coração - E eu não poderia deixar de citar aqui, um dos grandes acontecimentos registrados em Uberaba nos últimos tempos: a doação do terreno, pela família do saudoso Mário de Almeida Franco, e o consequente lançamento da pedra fundamental da nova unidade do Hospital Dr. Hélio Angotti. Foi com emoção que acompanhei a solenidade de lançamento, dia 7 de outubro, com a presença da viúva, dona Olésia Adriano de Almeida Franco. Esta nossa Uberaba é muito rica em solidariedade, e a família Almeida Franco é um exemplo incontestável disso.

Semana abençoada  - E também não poderia deixar de fazer aqui, dois cumprimentos especiais: às crianças, pelo seu dia, comemorado em 12 de outubro, e aos professores, pela data comemorada em 15 de outubro. Não é segredo pra ninguém o carinho que tenho pelas crianças – que, por sinal, sempre me dedicaram atenção especial. Graças a Deus! Dizem que a criança percebe o bem. E aos educadores, dirijo o mais profundo do meu respeito, da minha consideração, do meu reconhecimento, do meu agradecimento, da minha esperança em tempos melhores.