Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Marcos Montes

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Montes 25/10/2013
Marcos Montes
dep.marcosmontes@camara.leg.br
Fala Deputado - por Marcos Montes

Abro minha coluna de hoje parabenizando o vereador Tony Carlos pela convocação para assumir cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, certo de que ele será um reforço importante para Uberaba, ao lado dos deputados estaduais Adelmo Leão e Antônio Lerin. Quanto maior a representação política da cidade nas esferas estadual e federal, mais Uberaba tende a ganhar.
Voz feminina - E parabenizo também, a idealista Denise Max, coordenadora da Sociedade Uberabense dos Animais (Supra), que assume a vaga na Câmara de Vereadores. Será a primeira voz feminina nesta legislatura 2013-2016, e, com certeza, virá para somar com os outros 13 vereadores. A Câmara de Uberaba está ficando mais rica ainda, em valores humanos. Desejo sorte e sucesso para os dois novos empossados.

Escolhi pra esta coluna a foto em que recebemos os ativistas de defesa dos animais e nos unimos a eles em manifestação pública na Câmara dos Deputados. Estão ao meu lado, na foto, entre outros, os representantes dos ativistas e os deputados Acelino Pópó, do PRB; Ricardo Izar, meu companheiro de PSD; César Halum, do PRB, e o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves, do PMDB

 

Coluna do leitor - Na edição de 23 de outubro, quarta-feira, do Jornal de Uberaba, o leitor Ib Araripe Soares comentou sobre entrevista concedida por mim, e publicada na edição anterior, na qual informei que a Câmara dos Deputados votaria, a qualquer momento, o projeto que define a política de controle de natalidade de cães e gatos, prevendo que esta ação correrá por conta do Ministério da Saúde, por meio do Fundo Nacional de Saúde. 

Questionamentos - O leitor questionou se o projeto da Câmara leva em consideração outros animais; se não seria mais uma ação demagógica de alguns políticos, e como fica o controle de natalidade, saúde, alimentação, atenção “em relação ao boi, ao cavalo, ao burro, ao frango, ao coelho, ao porco etc.” Dois pesos e duas medidas? – perguntou ele.
Mobilização - Sinto-me na obrigação de fazer justiça. A Câmara dos Deputados está intensamente envolvida com a defesa dos animais em todos os sentidos. Dias atrás, recebemos ali, os líderes da campanha Liberte-se da Crueldade, promovida em conjunto com as entidades de proteção animal Humane Society International (HSI) e ProAnima. Abraçamos a campanha, criamos várias frentes de ação, com o objetivo de mudarmos os testes com animais. 

Ações aos montes - Recentemente, foi aprovada proposta que regulamenta e moraliza a clonagem de animais, permitindo que sejam clonados somente animais domésticos de interesse zootécnico, como bovinos, cabras e cavalos. Também estamos fazendo campanha de conscientização para que as pessoas denunciem, nas delegacias, a violência contra animais. Estamos orientando para que os cidadãos façam registros em vídeos ou fotos e abram ocorrências em delegacias. Enfim, A Câmara dos Deputados está preocupada com as questões dos animais de um modo amplo. 

Política - Concluímos, em plenário, na Câmara dos Deputados, a votação do projeto de lei da minirreforma eleitoral, que altera normas para a propaganda eleitoral na TV e na internet e simplifica a prestação de contas dos partidos. O texto aprovado é um substitutivo do relator, deputado Eduardo Cunha (PMDB), alterado por emendas e destaques. Devido às mudanças, a matéria retorna ao Senado. 

Mudanças - Ainda não é possível prever se as novas regras entrarão em vigor já nas eleições de 2014, mas vale citar que o texto aprovado pela Câmara proíbe a propaganda eleitoral em bens particulares, e nas vias públicas, só será permitido o uso de bandeiras e de mesas para distribuição de material.

Cumprimentos - Quero fechar esta coluna cumprimentando o deputado Lerin pela sua ótima atuação na defesa dos interesses de Uberaba junto ao governo Antonio Anastasia. Lembro que fizemos dobradinha nas eleições de 2010 – eu para federal e ele para estadual – e saímos vitoriosos das urnas. Me perguntaram outro dia se vamos repetir a dose para 2014 e eu respondi: em time que está ganhando, não se mexe.