Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Marcos Montes

ACESSIBILIDADE: A A A A
Marcos Montes 24/01/2014
Marcos Montes
dep.marcosmontes@camara.leg.br
Fala Deputado

Abro esta coluna, hoje, lamentando profundamente as notícias veiculadas pela imprensa de Uberaba de que a Cooperativa Agropecuária do Vale do Rio Grande está enfrentando dificuldades econômicas e financeiras. Ontem, tentei falar com o presidente Luiz Gualberto Ferreira, mas ele estava viajando e não pude manifestar pessoalmente a minha tristeza. 

À disposição - Além disso, através dele, quero colocar meu mandato à disposição da Copervale para colaborar no que for necessário. Minha assessoria, meu escritório regional de Uberaba e meu gabinete na Câmara dos Deputados têm orientação para prestarem o atendimento que for solicitado.

Relevância - A Copervale existe desde a década de 1940, presta serviços relevantes aos produtores de Uberaba e região, e isso não pode simplesmente ser ignorado. Torço para que a empresa seja recuperada em todos os sentidos.

CONQUISTA DO PSD - Recebi em meu escritório, em Uberaba, o companheiro Heli Cassiano Ferreira, chamado carinhosamente pelos amigos de Heli da Borracharia, uma liderança comunitária importante na cidade. Ao lado da família (a mãe, irmãs, cunhado e a sobrinha), ele assinou ficha de filiação ao PSD, que presido em Uberaba. Vereador Ismar Vicente Marão, outro grande amigo, acompanhou a movimentação

Emendas orçamentárias - Parte do levantamento das emendas apresentadas pelo meu mandato ao Orçamento da União chegou ontem à minha mesa, e faço questão de compartilhar, em primeira mão, aqui, neste espaço importante do JORNAL DE UBERABA. 

Dificuldades - Já comentei aqui mesmo, o quanto é difícil controlar a tramitação dessas emendas, o que ficará bem mais fácil, para nós, parlamentares, a partir da emenda constitucional do Orçamento Impositivo, que torna obrigatória a execução orçamentária e financeira das emendas, e que moraliza as relações entre o Congresso e o Executivo.

Distribuição - Sobre o orçamento aprovado em 2012 e executado pela União em 2013, apresentei emendas que totalizaram R$ 15 milhões. Deste volume, a União empenhou R$ 12,5 milhões, o que significa que foram atendidas. Especificamente para Uberaba, os empenhos somaram R$ 1,540 milhão – sendo R$ 500 mil para a Saúde e R$ 1,040 para o Esporte. O restante foi distribuído entre mais de 200 cidades da minha base eleitoral. 

Coletivo - Gostaria de lembrar que estas são emendas individuais e que assinei várias outras emendas coletivas, seja com a bancada de parlamentares de Minas Gerais, seja com os companheiros de comissões permanentes da Câmara. Também aproveito para lembrar que o governo estadual acatou várias sugestões minhas e autorizou convênios com várias instituições, somando cerca de R$ 100 mil/mês.

Para 2014 - Consegui aprovar no Orçamento da União, aprovado em 2013, para vigorar agora, em 2014, cerca de R$ 14,7 milhões. Algo em torno de 50% visa à Saúde, e o restante é dos cofres dos ministérios do Turismo, Esporte, Agricultura e Cidades. Espero que o Orçamento Impositivo seja realmente cumprido pela União, e que todos estes recursos cheguem ao destino que sugeri nas emendas.