Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

JU Agora

ACESSIBILIDADE: A A A A

Passeata marca o encerramento da Semana do Enfrentamento à Violência Contra a Pessoa Idosa

14/06/2013

Amanhã (15), a partir das 8h, na praça Rui Barbosa, terá início a passeata que marcará o encerramento da Semana de Enfrentamento à Violência Contra a Pessoa Idosa. Ângela Dib, secretária de Desenvolvimento Social, fez um balanço positivo das atividades desenvolvidas ao longo da semana. “Todas as atividades trabalharam os seus temas, sempre com foco na sensibilização das pessoas para esta situação de violência contra os idosos. Saberemos se atingimos o objetivo no futuro, mas plantamos a semente”, garantiu.

Outra observação feita pela secretária, diz respeito à participação dos jovens, “seja pela integração, quanto pelas ações desenvolvidas, como por exemplo, apresentação teatral”. Para ela, a meta proposta com a semana de enfrentamento, no tocante a mobilização e sensibilização foram atingidas.

Atividades - A semana de enfrentamento da violência contra o idoso começou segunda, dia 10, com apresentação do Coral do Conservatório Renato Frateschi e a palestra “Violência contra o Idoso – História e Contexto Atual”, ministrada pela promotora Cláudia Marques. Na terça-feira (11), ocorreu a apresentação teatral da Escola Professora Corina de Oliveira, com o tema “Sensibilização – Atendimento Prioritário”, apresentado pela equipe da Seção de Apoio à Terceira Idade da SEDS. Sendo que na quinta-feira, dia 13, a apresentação teatral ocorreu na escola do bairro Residencial 2000.

Já no UAI – Unidade de Atendimento ao Idoso ocorreram oficinas para a confecção de cartazes que serão utilizados neste sábado na passeata, bem como a mesa redonda com representantes do Conselho Municipal do Idoso (CMDI), de Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIS) e do Centro de Referência Especial de Assistência Social (CREAS), mediada pela Assistente Social da SEDS, Márcia Jerônimo, que discutiu as políticas públicas para os idosos bem como fortalecimento das redes de apoio e proteção.