Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

JU Agora

ACESSIBILIDADE: A A A A

China solicita melhorias no Cemitério Medalha Milagrosa

03/07/2013

Após receber denúncia de constantes inundações de água das chuvas no cemitério Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, o vereador Paulo César Soares – China (PSL) visitou o local para verificar se havia galerias pluviais. O vereador se surpreendeu ao deparar com um enorme “buraco” dentro do cemitério, que segundo ele deram o nome de piscinão, feito no governo passado, onde capta a água da chuva, em substituição às galerias, e que possivelmente deve estar infestado de larvas da dengue.

Outra denúncia recebida pelo vereador é de que o cemitério fez um sepultamento às 18h30, sendo que no local não tinha iluminação, e foi preciso utilizar velas e lanternas para que o enterro pudesse ser realizado. China constatou durante a visita que a parte nova do cemitério, de aproximadamente 1000 m², com cerca de 100 sepulturas, têm apenas três postes de iluminação com quatro pétalas, para iluminar toda a área, e no dia do sepultamento a que se refere a denúncia, nenhuma lâmpada funcionou.

China questionou como é possível uma administração pública inaugurar e colocar em funcionamento uma ala do cemitério sem energia elétrica e galerias de drenagens pluviais. “É lamentável que o diretor do cemitério autorize o sepultamento às 18h30 sem iluminação. Chega a ser vergonhoso, falta de respeito e amor ao próximo o poder público deixar acontecer fatos como esse”, desabafou.

O parlamentar deixou claro que a atual administração não tem nada a ver com a falta de estrutura do cemitério a que se refere, mas que precisa consertar o problema herdado pelo governo anterior que optou por uma obra barata. “O que se constrói debaixo da terra o povo não vê e assim, mais uma vez, a população foi lesada. O Ministério Público precisa ter conhecimento disso”, disse China.

Paulo César disse que irá solicitar ao Presidente da Câmara a formação de comissão de vereadores para fiscalizar e investigar o porquê as galerias de drenagens pluviais ainda não foram feitas, pois logo começam as chuvas, bem como a falta de iluminação naquela ala do cemitério.

“Exigimos respeito para com as pessoas que estão enterradas naquele local, enquanto estiveram vivas trabalharam e ajudaram no progresso de Uberaba, e que agora, depois que morreram, merecem descansar num lugar digno” ressaltou Paulo César.

 

Resposta - O diretor dos Cemitérios, Jamir Messias, disse que apenas em casos excepcionais o sepultamento é feito após as 18h, já que o horário de funcionamento é das 8h às 17h. No caso em questão houve um apelo dos familiares para que o corpo fosse enterrado às 18h30. Quanto à falta de iluminação, disse que já solicitou a empresa responsável pela instalação dos postes, para que verifique e conserte a falha elétrica. “Acredito que não é lâmpada queimada e sim falha na parte elétrica”, justificou.

Jamir informou, ainda, que com referência às inundações no cemitério, consequentes da falta das galerias pluviais, a Superintendência da Secretaria de Infraestrutura, responsável pelos cemitérios, está elaborando um projeto estrutural para a construção da obra.