Busque em todas as seções:
EDIÇÕES ANTERIORES: anteriores

Interatividade - JU nas ruas

ACESSIBILIDADE: A A A A

Tem início a troca de cartões do transporte coletivo para o novo sistema de bilhetagem

A Superintendência de Planejamento e Transporte deu início na última segunda-feira (15), a implantação do novo Sistema de Bilhetagem Eletrônica, ou seja, nos validadores (leitura dos cartões), do Transporte Coletivo de Uberaba.

 O superintendente de Planejamento e Transporte de Uberaba, Claudinei Nunes, informa que até o momento a procura foi grande com cerca de 350 trocas já efetuadas. Claudinei destaca que de duas mesas realizando a troca no primeiro dia, já aumentaram três mesas, isso só na Unidade de Atendimento ao Idoso – UAI. “Estamos com cinco mesas atendendo a população, mas não tem necessidade da população se desesperar, pois o sistema antigo ainda funcionará por dois meses”, ressalta Claudinei.

A troca está sendo realizada após série de reclamações de defeitos nos cartões magnéticos que são usados atualmente. A mudança consiste na troca do cartão magnético (atual) por cartão Mafer com chip (Smart). Os cartões agora serão “chipados” e não terão mais a necessidade de serem inseridos na catraca. A partir do novo sistema, será necessário apenas que a pessoa dê um toque no validador. O novo sistema irá operar por meio da empresa Transdata.

Todos os usuários de transporte coletivo devem procurar a Transube, no Edifício Elvira Shopping, na Praça Rui Barbosa, para efetuarem a troca dos cartões. Idosos e portadores de necessidades especiais tem a opção de realizarem a troca na Unidade de Atenção ao Idoso (UAI), das 7h às 18h.

O período de troca transcorrerá por 60 dias. A partir de 15 de setembro, apenas o novo sistema irá operar nos ônibus, portanto serão retirados os validadores antigos e os usuários que tiverem créditos remanescentes no cartão terão um prazo de 30 dias para comparecer à Transube para validação dos mesmos no novo cartão. Este prazo poderá ser prorrogado para mais trinta dias, mas somente em casos excepcionais.