ColunasReflexões

Acordar é preciso

As lutas incessantes do Homem contra os vícios e a imoralidade tomam força na base de sua verdade e nos princípios emanados na família, escola e de poucos na sociedade. Este é o cotidiano que muitos de nós observamos.
Ser incorruptível as inúmeras tentações é a grande chave que muitos poucos possuem.
Porém, nunca é tarde lembrar e perseverar na quinta essência que tanto nosso planeta necessita, pouco respira e é sufocado pela madrasta das sociedades – A Corrupção.
O Ser corruptível que se envolve no toma lá da cá já é moda. Faz-se presente na mídia e nos noticiários. Sabemos deles, esperamos as autoridades constituídas tomarem posições, quiçá aplicar as Leis, enfim mostrar o exemplo.
Contudo, não há como entender primeiramente mudanças nas leis que beneficiam o infrator ou o adulterador do ordenamento social, pois há legisladores e “especialistas” que tratam a causa pública pelo quinhão econômico e financeiro e de grande relevância para o Estado e União. Manter o preso é muito dispendioso dizem eles, mas, todavia, esquecem da obrigação de aplicar a sanção àqueles que não se comportaram como tal. Dão chance e abrandam as penas. Compactuam com a benevolência aos extirpadores e agressores do espaço individual.
Com isso a família se tranca e nossos jovens indagam: Porque o bandido fica solto e nós refém desta ousadia?
Uns falam porque não tem estrutura para tal; outros por questões financeiras de manutenção; outros pelo direito humano; outros pela necessária ressocialização; e muitos outros pela concordância da legislação imposta, sem a manifestação devida.
Vemos, pois que a corrupção engendra no Ser humano e provoca a desfalência múltipla dos valores ético-morais de uma sociedade. Morre-se o Homem e seus valores.
Eis aí a grande dificuldade do Homem, manter-se incorruptível e mantenedor dos valores ético-morais, porque a corrupção começa de dentro para fora, e logo ali, contamina os primeiros e alguns, dilacerando e tirando do povo seus direitos constitucionais e depauperando os que menos têm.
Homem! Torne-se um guerreiro incorruptível. Maçom! Pratique e apregoe todas as instruções recebidas. E Ser Humano! Reflita na necessária mudança de postura para com toda sociedade, porque a modelagem da retidão o Grande Arquiteto produziu, mas em sua infinita sabedoria, deixou a todos o livre arbítrio de aceitação ao molde.
Acordemos todos.

Aluizio Cezar Valladares Ribeiro – servidor público / economista – acv.ribeiro@uol.com.br

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Fechar