Política

Almir critica a reforma da previdência e diz que a população desconhece o assunto

O vereador Almir Silva utilizou dados de uma pesquisa realizada pelo Instituto Paraná para abordar o assunto

O vereador Almir Silva (PR) criticou a forma como está sendo conduzida a reforma da previdência e a falta de conhecimento do assunto por parte da população. Ele mencionou com preocupação uma pesquisa recente realizada pelo Instituto Paraná sobre a reforma. “Mais da metade dos brasileiros sabe pouco ou nada sabe sobre a reforma da providência”, disse Almir, destacando que o principal tema discutido pelo governo federal desde o início do ano é desconhecido por grande parte da população.
Segundo o vereador, a pesquisa mostra que mais da metade da população está pouco ou nada informada sobre as mudanças nas regras da aposentadoria, discutidas pelos poderes Executivo e Legislativo. Os entrevistados foram questionados se estão muito, pouco ou nada informados sobre o tema.
Apenas 9,9% das pessoas responderam que estão muito informadas, enquanto 24,9% disseram estar informadas, mas a grande maioria, 45,1 % dos entrevistados disseram estar pouco informados sobre a reforma, enquanto 15,7% disseram quem não estão nada informados, e outros 4,4% não souberam responder.
“Isto não é brincadeira não, como se discute um tema, sem falar com a sociedade, sem falar com o cidadão, que vai ser prejudicado?”, questionou Almir. Ele lembrou que “no governo Temer disseram que se votasse a reforma trabalhista iria gerar milhares de empregos, mas o País continua com 14 milhões de desempregados”.
Para o vereador, a reforma da previdência não é a salvação do País, como está sendo colocado. “Eu não acho que seja a solução. Ninguém fala das duas principais reformas, que é a tributária e a política. Porque não discutir primeiro estas duas reformas, para depois pensar em falar em reforma da previdência?”, questionou.
Segundo Almir, é preciso desburocratizar o País, facilitar a vida tributária do empresário e do cidadão de bem. “Mas não, agora querem arrecadar R$ 1 trilhão com a reforma da previdência, no lombo do trabalhador. Por que o trabalhador é sempre quem tem que pagar o pato?”, disse.
Ainda conforme o parlamentar, é preciso refletir e conversar com a sociedade, “as pessoas não sabem o que está acontecendo e a grande mídia tem feito um trabalho pesado pela reforma”, comentou.
Almir se posiciona contra a reforma e afirma que ela vai prejudicar o pobre sim, pois é quem começa a trabalhar mais cedo. Ele também lembrou que existem diferenças por regiões do País, que deveriam ser levadas em conta. “O futuro do Brasil está nas mãos dos deputados e senadores”, finalizou o vereador.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.