DestaquePolítica

Bolsonaro decide não participar dos debates

Presidente em exercício do PSL, o advogado Gustavo Bebianno afirmou na quarta-feira (22) que o candidato do partido ao Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro, não deve participar de nenhum outro debate com adversários durante a campanha. Se participar de algum, segundo ele, será “uma exceção”.
Em vídeo divulgado em junho nas suas redes sociais, Bolsonaro disse que compareceria a todos os debates. “… podem ter certeza até porque estaremos levando propostas factíveis que vocês acreditam que podem ser atingidas”, declarou.
“Não se trata nem de uma estratégia, se trata de uma constatação. Nós imaginávamos que, de alguma forma, esses debates pudessem acrescentar alguma coisa, mas são debates naqueles formatos antigos”, justificou Bebianno.
Durante evento de campanha no município paulista, o próprio candidato contou que não deveria participar do próximo encontro entre presidenciáveis, que será promovido pela Jovem Pan na próxima segunda (27). “Não está previsto não, devo estar viajando”, disse, ao ser questionado pela reportagem.
Bebianno reclamou que “o sujeito ali tem que ser professor de concisão e mágico para expor algum tipo de ideia em um minuto, um minuto e pouquinho, 45 segundos.”
“Os candidatos são todos ali personagens que têm supostas soluções milagrosas para o Brasil, como se fosse tudo muito fácil. E o deputado Bolsonaro tem uma outra posição. A posição dele não é apresentar soluções fáceis, mas novos direcionamentos para um Brasil, que está sofrendo com a esquerdopatia, que está aí há mais de duas décadas, que está sofrendo com uma epidemia de assassinatos”, declarou.
“Então, por conta disso tudo, não vale a pena comparecer a nenhum tipo de debate”, concluiu o presidente do partido e um dos mais próximos aliados do presidenciável.
Bolsonaro participou dos dois primeiros debates, da Band e da RedeTV!. Ele disse acreditar que é “mais produtivo” para ele fazer atos de campanha com a presença dos eleitores.
A decisão contraria a posição do presidente do diretório paulista do PSL e deputado federal Major Olímpio, que é candidato ao Senado por São Paulo. Na opinião dele, Bolsonaro devia “se colocar em todas as oportunidades à opinião pública, para tirar eventuais ranços e estigmas.”

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.