DestaquePolítica

Bolsonaro tem 30% das intenções de votos, mas rejeição passa dos 50%

Após ser vítima de uma facada durante campanha eleitoral em Juiz de Fora (MG), o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) atingiu 30% das intenções de voto, segundo pesquisa BTG/FSB divulgada nesta segunda-feira (10).
O índice, que considera a consulta estimulada, é 4 pontos percentuais maior que o mostrado na pesquisa do Ibope divulgada na última semana. Na pesquisa espontânea (quando os nomes dos candidatos não são mostrados para os entrevistados), Bolsonaro tem 26%. A rejeição do candidato também parece ter subido: chega a 51%, enquanto no levantamento do Ibope era de 44%.
Ainda de acordo com o cenário estimulado, Ciro Gomes (PDT) segue em segundo lugar no ranking, com 12% das intenções de voto, seguido por Marina Silva (Rede), com 8% — empatada com Geraldo Alckmin (PSDB) e Fernando Haddad (PT).
Os votos brancos/nulos chegam a 3%, e o percentual de entrevistados que afirmaram não votar em ninguém é de 13%.
A pesquisa foi realizada entre 8 e 9 de setembro. Foram ouvidos 2 mil eleitores com idade a partir dos 16 anos, nas 27 unidades da federação.
Já no cenário espontâneo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teve uma queda de 21% para 12% e, agora, ocupa o segundo lugar nas pesquisas. Ciro aparece com 7%, seguido por João Amoêdo (Novo), com 3% — empatado com Alckmin, Marina e Fernando Haddad (PT).
Nesse cenário, 20% respondeu que ainda não sabe em quem votar, e 13% disse que não votaria em ninguém.

Voto definitivo – A pesquisa também questionou se o voto era definitivo, ou seja, se havia chance de mudar até outubro. Nesse sentido, Bolsonaro também é quem lidera a fidelidade do eleitor, com 78% de “certeza”. Em seguida, vem Haddad, com 68%.

Lula e Haddad – Após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrar a candidatura de Lula ao Planalto, 20% dos eleitores do ex-presidente afirmaram que votariam em Haddad, caso o vice assuma a chapa. Outros 12% responderam que “poderiam votar”, e 63% disseram que “não votariam de jeito nenhum” no ex-prefeito de São Paulo.

Rejeição
Marina Silva (Rede) é a candidata com mais rejeição, com 64%, seguida por Alckmin, com 61%, e Meirelles, com 52%.

Desconhecimento
Guilherme Boulos (PSol), Vera Lúcia (PSTU) e João Goulart Filho (PPL) seguem como candidatos menos “conhecidos” entre o público.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.