Cidade

Cadeia produtiva do plástico é a 1ª a ser trabalhada pelo Fiemg Social

Miria Rezende explicou sobre a ação de coleta de PETs, venda do material plástico até a compra de fraldas para casas de apoio

Trinta e cinco mulheres, representantes de sindicatos patronais e entidades classistas, que integram o Projeto Multissetorial, participaram do lançamento do Programa Fiemg Social, na sede da Fiemg Regional Vale do Rio Grande, na última quinta-feira (21). A proposta do programa é promover ações sociais para beneficiar diretamente instituições filantrópicas.
O objetivo é trabalhar as modificações da matéria-prima, desde a exploração no ambiente natural até retorno à natureza, passando pelos circuitos produtivos de consumo, recuperação, tratamento e eliminação de resíduos.
A presidente do Sindicato da Indústria de Material Plástico de Uberaba e vice-presidente da Fiemg Regional Vale do Rio Grande, Miria Rezende, apresentou a ideia do projeto Plástico Não é Vilão. “A ação consiste em arrecadar embalagens PET (Poli Tereftalato de Etila) de refrigerantes, águas, sucos, óleos comestíveis, medicamentos, cosméticos, produtos de higiene e limpeza, destilados, isotônicos, cervejas, entre vários outros. Venderemos o material plástico coletado e todo o valor arrecadado será revertido para a compra de fraldas para casas de apoio.”
As participantes sugeriram a integração de 300 alunos de escolas públicas municipais, já engajados em projetos empreendedores. No próximo encontro, previsto para a última semana de abril, as ações serão alinhadas com o engajamento do grupo para início das atividades.
Além da cadeia produtiva do Plástico, pretende-se atuar com os segmentos da Alimentação, Bebidas, Calçados, Construção Civil, Gráfica, Mármore e Granito, Mecânica, Metalúrgica, Material Elétrico e Fundição, Móveis, Panificação, Sucroenergia e Vestuário.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.