Política

Cerca de R$ 2 milhões para o combate ao câncer

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) divulgou a informação de que a cada ano mais de 12,7 milhões de pessoas no mundo são diagnosticadas com câncer e 7,6 milhões de pessoas morrem vítimas dessa doença. Segundo a instituição, no Brasil são esperados quase 500 mil novos casos da doença por ano.
Médico, o deputado federal Adelmo Leão é um parlamentar atuante em prol da saúde. Ele, que nasceu em Itapagipe, mas que ainda menino foi estudar em Uberaba, viu nesta área uma maneira de colaborar para que a população tenha mais atenção e mais qualidade de vida. Por conhecer de saúde, Adelmo decidiu abraçar esta bandeira e no combate ao Câncer surgiu uma forma de dar esperança e dignidade aos pacientes, vítimas dessa doença que atinge muitos dos lares brasileiros.
Foram inúmeros os recursos destinados e os apoios e articulações conseguidas por seu mandato para o Hospital Dr. Hélio Angotti, referência no tratamento do câncer em todo o Triângulo Mineiro. A instituição, localizada em Uberaba, recebeu emendas, que somadas
passam os R$ 450 mil reais. Além dos recursos financeiros, o deputado viabilizou com o governo federal a entrega de um mamógrafo digital importado (convertido em real o equipamento custou mais de 1,5 milhão), que é de suma importância para o dia a dia no atendimento aos pacientes.
Os recursos destinados para o combate ao câncer garantem mais condições de tratamento aos pacientes, que buscam no Hélio Angotti uma esperança para o restabelecimento da sua saúde. Além de destinações financeiras, Adelmo Leão foi responsável pela renegociação da dívida do Hélio Angotti com a Cemig e, também, pelo ponta pé inicial para a instalação do Programa de Eficiência Energética, que vai garantir contas mais baratas e equipamentos com certificação ambiental de consumo de energia.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.