Cláudio HumbertoColunas

Cládio Humberto

“Sinto-me honrado com as palavras do presidente”
Ministro Sergio Moro (Justiça) sobre ser lembrado para ministro do STF

Segredo das loterias da Caixa já não faz sentido
A pergunta não quer calar, e ficará sem resposta: quem afinal ganhou a mega-sena de R$289 milhões no fim de semana? Ninguém sabe, ninguém viu, exceto burocratas da área de loterias da Caixa. Somente em 2019, os brasileiros confiaram à Caixa quase R$3 bilhões (exatos R$2.851.256.908,50) com sua “fezinha” nas loterias, e são submetidos à mais grotesca falta de transparência de loterias em todo o mundo.

Cláusula pétrea
Fazer segredo do ganhador de loteria virou uma espécie de cláusula pétrea na Caixa, que sempre reage a projetos que acabam o sigilo.

Lobby sufocante
O lobby da Caixa sempre sufoca quaisquer iniciativas no Congresso para a acabar o sigilo em torno dos vencedores de loterias.

Ameaças de morte
O falecido senador Gerson Camata contou certa vez à rádio BandNews que foi até ameaçado de morte ao propor o fim do sigilo nas loterias.

Sigilo imexível
Os escândalos são frequentes e várias operações foram deflagradas envolvendo loterias. Mas ninguém mexe no sigilo dos ganhadores.

Manobra tenta sabotar redução do preço do etanol
Distribuidoras acumularam tanto dinheiro e poder, nos governos Dilma e Temer, que agem como governantes. Atravessadoras no comércio de combustíveis, essas empresas estão inconformadas com a defesa que o presidente Jair Bolsonaro fez da venda direta de etanol aos postos. Ele estima que isso reduzirá o preço final para o consumidor em 20 centavos o litro. As distribuidoras fazem lobby para aumentar impostos, na tentativa de neutralizar os benefícios da venda direta ao cidadão.

Palavrão como resposta
Foi pior: quando soube da manobra, Bolsonaro virou furioso. “Dá até vontade de dizer palavrão”, disse ele à Rádio Bandeirantes, domingo.

Intermediação oportunista
Bolsonaro não vê sentido no papel da distribuidora/atravessadora no mercado de combustíveis, contribuindo apenas para aumentar preços.

Não produzem e lucram
Distribuidoras nada produzem, nem agregam valor, e ainda têm de 16% a 20% de “lucro” sobre o preço final de cada litro, mais impostos.

Não é contrato
Jair Bolsonaro disse à Rádio Bandeirantes que “a primeira vaga que tiver lá [no STF] estará à disposição” do ministro Sérgio Moro. Ele não fez não um contrato, apenas sinalizou sua intenção. Aliás, excelente.

O cineasta flex
A patrulha petista fez o diretor José Padilha amarelar de novo. Com “Tropa de Elite 2”, pediu desculpas pelo primeiro, brilhante. Na segunda temporada de “O Mecanismo”, no Netflix, chega a ser constrangedora a sua tentativa de reescrever a ótima primeira temporada. Que vergonha.

PODER SEM PUDOR

Santo milagroso

O saudoso Maurício Fruet era prefeito de Curitiba e, certa vez, em uma recepção, esbaldou-se na comilança ao lado do amigo e ex-vereador Ademar Bertoli. A orgia gastronômica impressionou o arcebispo metropolitano, dom Pedro Fedalto, segundo relatam Hugo Sant’Ana e Sandra Pacheco no livro “Maurício Fruet, Um brasileiro Cordial”:

  • Maurício, para que santo vocês rezam para fazer a digestão?
    Fruet respondeu na bucha:
  • São Risal, eminência…
    Com André Brito e Tiago Vasconcelos
    www.diariodopoder.com.br
Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.