Cláudio HumbertoColunas

Cláudio Humberto

“Esse convite deixou meu joelho bambo”
Major Olímpio (PSL-SP) aceitando a missão de disputar a presidência do Senado

Bandeira petista virou ‘arte’ com dinheiro público
Eleitores do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ficam inconformados e protestam indignados quando se deparam, no Museu de Arte do Rio (MAR), com uma “exposição” de clara motivação eleitoral, iniciada em setembro e prevista para acabar somente em maio, exibindo como “arte” bandeiras do MST, CUT e outros puxadinhos do PT. A prefeitura do Rio paga R$12 milhões por ano à ONG Instituto Odeon para fazer a gestão do MAR. O prefeito Marcelo Crivella (PRB) não quis comentar.

Arte do vandalismo
A exposição no MAR “Arte Democracia Utopia, quem não luta tá morto” exalta a “ocupação do Rio” e até “incêndio das Igrejas”.

Vacas obesas
A ONG Instituto Odeon recebe por ano 19 vezes mais recursos que o Museu Nacional, transformado em cinzas, recebia do governo federal.

A diferença é grande
O Museu Nacional tinha 20 milhões de itens em seu acervo, incluindo obras e peças raras e insubstituíveis. O MAR tem apenas 28 mil itens.

Dinheiro não falta
O Museu Nacional levou R$643,5 mil para funcionar no ano 2017. No mesmo ano, o MAR gastou R$816,1 mil só em publicidade.

Etanol: Petrobras se associa a atravessadores
Sociedade da Petrobras e poderosas distribuidoras de combustíveis sediadas em São Paulo, que fazem fortuna como atravessadoras, obteve R$1,8 bilhão do BNDES a juros camaradas e prazo generoso, para financiar um projeto mortal para produtores de etanol do Nordeste. Trata-se da expansão da estrutura dutoviária e de armazenamento de etanol, dentro da estratégia de assumir o controle do etanol em todo o País. As usinas nordestinas empregam quase meio milhão de pessoas.

Dumping sob chancela oficial
A sociedade cria um sistema multimodal em que os atravessadores poderão administrar estoques e fazer dumping para quebrar usinas.

Negócio da China
A sociedade com a Petrobras é um negócio da China para os distribuidores/atravessadores, mas com dinheiro (público) do Brasil.

Assim, até minha avó
Os empresários envolvidos no negócio divulgam, sem corar, que o dinheiro fácil do BNDES responde por 54% dos investimentos.

TCU barra Cia. Docas
O ministro Bruno Dantas, do TCU, suspendeu o contrato da Cia Docas do Rio de Janeiro com a empresa Technology, de R$1 milhão, para uma “solução integrada de Tecnologia da Informação”. O ministro suspeita de irregularidades e até da utilização de documentos falsos.

Filhote de peixe

Até mesmo Tiago, filho do ex-deputado Babá (PSOL-PA), então com 4 anos, parecia impressionado com a intolerância do PT, ao chegar ao poder, expulsando que divergia das ordens da sua direção. Após a expulsão do pai do partido, por ser um desses “rebeldes”, o garotinho passou a recusar a camiseta do PT que usava para dormir. Certo dia, Tiago brincava na sala de casa ouvindo Babá discorrer sobre os prejuízos causados aos trabalhadores pelo governo Lula. Disparou: “Pai, o Lula vai tirar brinquedo de criança?” Mal sabia Tiago que Lula tiraria muito mais, chefiando o maior caso de corrupção da História do ocidente.

Com André Brito e Tiago Vasconcelos
www.diariodopoder.com.br

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Fechar