Cláudio HumbertoColunas

Cláudio Humberto

“Esquece, tem um tema maior: o Brasil está cada vez mais robusto”
Ministro Paulo Guedes (Economia), confiante na aprovação da reforma da Previdência

Maia exagera no ‘magoei’ para ganhar mais poder
Político esperto e experiente, o deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara, exagera ao reclamar das “hostilidades” de aliados de Jair Bolsonaro nas redes sociais. Seu objetivo é ganhar certa blindagem entre bolsonaristas mais afoitos, e ainda mais poder junto ao Planalto. O deputado será atendido: o presidente sabe que a reforma da Previdência não suportaria nem mesmo o corpo mole de Rodrigo Maia.

Reação pessoal
Rodrigo Maia soube que era iminente a prisão do ex-ministro Moreira Franco, padrasto da sua mulher, e resolveu alfinetar a Lava Jato.

Armadilha para Moro
A alfinetada atingiu Sérgio Moro, homem da Lava Jato no governo. Moro caiu na armadilha e Rodrigo Maia adorou fazer pose de “magoei”.

Sem mim, o dilúvio
Rodrigo Maia jamais recuaria no apoio à reforma da Previdência, que é sua agenda, mas aproveita para valorizar o próprio papel nisso tudo.

Lei da mordaça nele
Pelo sim, pelo não, Bolsonaro não quer e não pode abrir mão do apoio de Rodrigo Maia à reforma, nem que tenha de amordaçar o Zero Dois.

Com reforma, Bovespa deve bater 130 mil pontos
Após uma semana de altos e baixos na Bolsa de Valores (B3), ex-Bovespa, que chegou a bater o recorde histórico de alta de 99.994 e também ultrapassou a marca simbólica dos 100 mil pontos, analistas de mercado apostam que a B3 deve ultrapassar a marca dos 130 mil pontos, talvez 140 mil, com a aprovação da reforma da Previdência. Apesar da oscilação negativa na semana passada, o movimento da bolsa é 10% maior que o último pregão de 2018.

Crescimento estável
No último pregão de 2018, o Ibovespa, índice da Bolsa de Valores, fechou em 87,8 mil pontos. Em 2017 não passou de 76 mil.

Melhor sempre
O primeiro pregão de 2019 já registrou mais de 91 mil pontos e, mesmo após a queda com a prisão de Temer, não voltou a esse patamar.

Tempos sombrios
Em 2014, reeleição da petista Dilma, por exemplo, o Ibovespa fechou o ano em 50.144. Já no primeiro pregão do ano caiu para 48.512.

Matando o tempo
A ex-senadora Heloisa Helena, hoje na Rede, reapareceu no Senado sexta-feira (22) para matar saudades. Ou o tempo. Derrotada nas urnas, afastou-se até do trabalho na universidade em Alagoas.

Mão na cumbuca

Certa vez, em plena crise das denúncias de corrupção do Ministério dos Transportes, o abonado senador Blairo Maggi, à época no PR-MT e maior plantador de soja do planeta, dirigiu-se ao caixa logo após almoçar no restaurante do Senado. Muito à vontade, o político milionário mergulhou a mão direita no baleiro sobre o balcão, enchendo-a de caramelos e balinhas. “Tenho que me abastecer para o resto da tarde…”

Com André Brito e Tiago Vasconcelos
www.diariodopoder.com.br

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Fechar