Cidade

Codau garante excelência na qualidade de água distribuída para a cidade

Estudo indica que há uma mistura de diferentes agrotóxicos encontrada na água de 1 em cada 4 cidades do Brasil, no período entre 2014 e 2017. Segundo a divulgação, nesse intervalo de tempo, as empresas de abastecimento de 1.396 municípios detectaram todos os 27 pesticidas que são obrigados por lei a testar.
Esses conteúdos foram obtidos através do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua), do Ministério da Saúde (MS), com resultados de testes feitos pelas empresas de abastecimento. E depois, compilado e divulgado esta semana pela ONG Repórter Brasil, Agência Pública e a organização suíça Public Eye.
Em Minas Gerais, 50 cidades detectaram todos os 27 agrotóxicos na água, monitorados pelo MS. No estado de São Paulo, são mais 500 municípios. Entre eles estão Franca e Ribeirão Preto. Aqui no Triângulo, as cidades de Uberlândia e Araguari figuram na listagem onde foram encontrados todos os 27 defensivos agrícolas na água.
Em relação da Uberaba, as análises da Codau desde o ano de 2016 não indicam nenhuma contaminação por agrotóxicos. A Codau terceiriza os testes e a empresa responsável é a Bioética Ambiental. De acordo com o engenheiro José Waldir de Sousa Filho, gerente da Estação de Tratamento de Água (ETA) as empresas de saneamento no país seguem a Portaria de Consolidação nº 5 /2017 (anexo XX) do Ministério da Saúde, que define os parâmetros limites em relação aos agrotóxicos.
‘Podemos exemplificar dois deles. O Aldrin que deu abaixo de 0,0002 micrograma/litro, quando na Portaria o permitido é 0,03 µ/l e o Endosulfan, outro agrotóxico que as análises indicaram presença menor que 0,03, enquanto que o máximo permitido é 20 µ/l. Ou seja, apresentaram traços, bem abaixo dos limites de detecção dos equipamentos’, explicou o engenheiro, que é doutor em Química pela UFTM.
Luiz Guaritá Neto, presidente da Codau, reiterou que a água produzida pela ETA tem total controle de qualidade e segurança para os uberabenses. ‘Análise da água da Codau e do grupo confirmaram a excelência da água. Se pela ETA ou poços do aquífero Guarani, Uberaba continua a ter águas claras não só no nome’, conclui o dirigente.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.