DestaqueEstado de Minas

Comissão quer discutir a falta de repasses ao IPSM

A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou nesta terça-feira (24) dois requerimentos de autoria do deputado Sargento Rodrigues (PTB). Com o primeiro, o parlamentar pretende discutir a falta de repasses, por parte do governo de Minas, ao Instituto de Previdência dos Servidores Militares (IPSM).
De acordo com o deputado, em virtude dessa situação os serviços do IPSM e de instituições conveniadas, como a assistência aos militares e seus familiares, já estão comprometidos. Ele cita o caso da clínica de fisioterapia no município de Juiz de Fora (Zona da Mata), cujo convênio com o instituto foi encerrado em 29 de junho, devido à falta de pagamento por parte do Executivo.
Com o outro requerimento, Sargento Rodrigues quer debater em audiência pública a falta de pagamentos extras aos praças da Polícia Militar. Entre esses pagamentos, segundo ele, estariam as férias-prêmio e ajudas de custo. O parlamentar alega que outros oficiais da instituição receberam diárias de viagens, dadas pelo governo por meio de operação financeira específica.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.