CidadeDestaque

Conser inaugura mais uma câmera de vigilância rural

Mais uma câmera de vigilância dentro do projeto “Monitoramento Rural”
Essa era a situação do local onde foi instalada a câmera na última quarta-feira
Após a instalação da câmera o local estava completamente limpo ontem

Neto Talmeli
Especial para o JU

O Conselho de Segurança Rural de Uberaba (Conser), através de parceria firmada com o Rotary de Uberaba, inaugurou na tarde de ontem, mais uma câmera de vigilância dentro do projeto “Monitoramento Rural”. A terceira câmera foi instalada no km 9 da LMG -798. Mais 19 câmeras serão instaladas na região de Uberaba na zona rural. O projeto tem como coibir a criminalidade, queimadas e o descarte irregular de lixo. A câmera conta com o sistema OCR (Reconhecimento Óptico de Carácteres).
“Trata-se de um projeto com existência de mais de um ano, com foco de elucidação dos crimes da zona rural, já no caso da ligação 798 no km 9 onde foi instalado essa câmera, o maior problema encontrado foi o descarte irregular de lixo, além da estrada que está sendo monitorada, o maior foco são as caçambas de lixo. Nós contamos com a parceria privada para instalação de mais câmeras e darmos andamento no projeto Monitoramento Rural, uma vez que o Conser é um conselho sem fins lucrativos, e contamos muito com parceiros da área privada. As imagens ficam gravadas por 30 dias e conseguimos monitorar ao vivo pelo celular e tablete, além de temos o acesso na Aisp rural”, informou a Patrícia Lemos, presidente do Conser.
Marcelo Feliciano da Silva, do Rotary RC Satélite de Uberaba Norte Santa Rosa, agradece a parceria em poder fazer parte e ajudar na segurança pública: “Foi uma parceria bem-vinda para comunidade, uma vez que nosso clube de Rotary é um clube rural e foi uma boa parceria com o Conser, este é o primeiro projeto de nossa participação, o custeio foi por nossa conta e agora a manutenção iremos procurar parceria dentro da própria comunidade Rural. O Rotary é uma instituição mundial que está presente em 180 países com foco em saúde, educação, segurança e aqui estamos fazendo nossa parte”.
Já o coronel Perez, comandante da 5ª Risp da Polícia Militar, informou que é mais uma câmera instalada de extrema importância. “É mais um passo que damos usando a tecnologia onde estamos atingindo a área rural, atrelando com o OCR, onde esse sistema reconhece vários caracteres, como placas de veículos, adesivos e outros. Um círculo de proteção está sendo criado na área rural, e estamos no caminho certo, estamos em estudo com novos projetos para que o acesso a estas câmeras seja recebido através dos tabletes dentro das viaturas”, pontuou Perez.
Em solenidade às autoridades pontuou o promotor do Ministério Público de Minas Gerais, Carlos Valera, que se trata de um projeto fundamental, pois o equipamento pode ser usado pela polícia judiciária para elucidar os crimes, e as autoridades poderem tomar as providências: “A lei Federal 9.605/98 ela prevê uma série de crimes, nós pedimos para população que a medida que flagrarem irregularidades, que nos encaminhe, seja para o Ministério Público, Polícia Militar, pra prefeitura, pois estaremos identificando os proprietários dos veículos que os utilizam para o descarte de lixo, entulhos, queimadas e estaremos os chamando para os imputar as respectivas responsabilidades, mais volto a dizer isso é uma questão de educação e esperamos que todos se conscientizem. Hoje temos vários projetos de educação ambiental que é desenvolvido até com as escolas em entorno”.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.