ColunasReflexões

Crise no mercado literário

Carlinhos Sete

Como escritor – e vendo os problemas enfrentados pelo mercado literário nacional – venho fazer um convite a todos vocês. Antes, uma pergunta: Qual foi o último livro que você leu?
As livrarias Cultura e Saraiva, dois dos maiores grupos deste segmento no Brasil, pediram recuperação judicial, consequência de uma das maiores crises do mercado livreiro e editorial das últimas décadas, coisa séria. Há tempos que venho ouvindo que as pessoas estão lendo menos. Eu discordo. Você mesmo, meu caro leitor, é uma prova por estar lendo essa crônica, tirante isso, certamente já leu outras coisas hoje, seja no celular ou no computador. Essa é uma das gerações que mais lê, basta direcionar para que ela seja uma leitura de qualidade, sendo assim, que tal dar um livro como presente de natal ou de amigo secreto?
Semana passada, Luiz Schwarcz, presidente do grupo “Companhia das Letras”, um dos maiores grupos editoriais do país, divulgou uma carta aberta demonstrando sua preocupação. Num trecho ele diz: “Aos que, como eu, têm no afeto aos livros sua razão de viver, peço que espalhem mensagens; que espalhem o desejo de comprar livros neste final de ano, livros dos seus autores preferidos, de novos escritores que queiram descobrir, livros comprados em livrarias que sobrevivem heroicamente à crise, cumprindo com seus compromissos, e também nas livrarias que estão em dificuldades, mas que precisam de nossa ajuda para se reerguer”.
Todo esse mercado da leitura precisa – e isso vai além das questões financeiras e econômicas – de atitudes como essa para mudar vidas, isso porque bem sabemos que livros têm a capacidade de mudar as vidas das pessoas, mostrando outras perspectivas do mundo, mexendo com o imaginário, apresentando ideias e fatos. A consequência de tudo isso é a multiplicação desse efeito positivo na pessoa através de suas atitudes na sociedade, seja através de exemplos, conversas ou ensinamentos.
Reitero: Já que temos o costume de presentear no Natal, que seja um livro, que em sua maioria tem custo acessível (ao menos os meus têm e estão nas melhores livrarias da cidade). Que seja algo novo, ou um clássico, um romance, autoajuda, biográfico, não importa. Ah! Aproveite e utilize #vempralivraria em todas as suas redes sociais. Fazendo isso, tenho certeza que todos só temos a ganhar. •

Carlinhos Sete – Escritor e cronista. Também faz o quadro “Aí tem” na Rádio Sete Colinas. Seu novo romance, “Desamores”, já está disponível nas melhores livrarias da cidade.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.