Nacional

Deputado defende trabalhadores rurais

Um dia após a sessão solene que inaugurou de forma oficial os trabalhos da atual legislatura na Câmara dos Deputados e no Senado, o deputado federal Vilson da Fetaemg (PSB-MG) visitou ontem, em sua primeira agenda oficial como parlamentar, o secretário especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho.
Vilson manifestou ao secretário sua preocupação quanto ao texto da Medida Provisória 871/19, que restringe a atuação dos sindicatos e prejudica principalmente os trabalhadores e trabalhadoras rurais, pois dificulta a comprovação de atividade laboral. De acordo com o deputado, que é também presidente da maior federação de trabalhadores rurais da América Latina, a Fetaemg, é necessária a participação da sociedade civil organizada neste debate. O nome de Vilson já foi indicado pela bancada do PSB para integrar a comissão responsável por discutir a MP no Congresso.
Outro tema do encontro foi a Reforma da Previdência. O deputado voltou a defender os direitos de quem vive e trabalha no campo. “Apresentei ao secretário a necessidade de que os trabalhadores rurais possam se aposentar com uma idade diferenciada em relação a quem vive na cidade, dadas as difíceis condições de trabalho no campo e a baixa idade com a qual começamos a trabalhar. Ao final da reunião, ficou estabelecido que manteremos em aberto este canal de diálogo com o governo no sentido de chegarmos a um texto final da Medida Provisória que combata as possíveis fraudes e ao mesmo tempo preserve os direitos do homem e da mulher do campo, para que assim eles possam ter acesso a uma aposentadoria digna”, afirmou Vilson da Fetaemg

Resultado da 1ª chamada do Prouni sai hoje
A expectativa dos estudantes que prestaram o Enem de 2018 e buscam uma bolsa pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) chega ao fim hoje. É que o Ministério da Educação (MEC) divulgará a lista dos candidatos pré-selecionados na primeira chamada.
Conforme o edital, os selecionados devem ir até a instituição escolhida, entre os dias 6 e 14 de fevereiro, com os documentos que comprovem as informações que foram prestadas na ficha de inscrição. “A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do candidato”, frisou o Ministério.
Pelo Prouni, os alunos têm descontos de 50% a 100% nas mensalidades. Em Minas Gerais estão disponíveis 23.142 bolsas, sendo 11.010 integrais e 12.132 parciais. No Brasil, de acordo com o MEC, são oferecidas 243.888 bolsas, com um total de 116.813 integrais e 127.075 parciais, em 1.239 instituições de educação superior no Brasil. Esta é a maior oferta de vagas da história do ProUni, desde sua criação, em 2005.
Quem não for contemplado na primeira chamada não deve perder a esperança. Haverá uma segunda chamada, que será divulgada no dia 20 de fevereiro, com as vagas remanescentes. Neste caso, o prazo para quem for pré-selecionado vai de 20 a 27 de fevereiro.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.