DestaquePolícia

Embriagada atropela pedestre e vai presa

Juliano Carlos

Uma mulher quase foi linchada pela população e acabou presa pela Polícia Militar após se envolver em um acidente de trânsito. Ela estava embriagada e a vítima ficou em estado grave.
O atropelamento aconteceu na noite do último domingo (9), quando, segundo testemunhas, a vítima D.A.M.F., 45 anos, caminhava pela avenida Abílio Borges de Araújo e ao chegar na esquina com a avenida Nelson Freire tentou atravessar e foi atropelado por um carro. O veículo Volkswagen Gol de cor vermelha, com placas de Uberaba, era conduzido pela estudante L.M.F., 24 anos, que seguia pela via sentido bairro/centro e em determinado atingiu o pedestre. Com o impacto, a vítima foi arremessada contra o para-brisa do carro e em seguida foi jogada ao solo, ficando gravemente ferida. Minutos após o acidente, a condutora que estava com sintomas de embriaguez tentou fugir e chegou a ser agredida por testemunhas.
Uma ambulância de Unidade de Suporte Avançado (USA) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), foi até o local do acidente e durante os atendimentos pré-hospitalares foi constatado que D. teve escoriações generalizadas, além de traumatismo craniano grave. Ele foi socorrido e encaminhado para o pronto socorro do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM). Policiais da 40ª Companhia foram ao local do acidente e constataram que a jovem estava com visíveis com sintomas de embriaguez. Ela que confessou ter feito uso de bebidas, foi presa em flagrante, levada para a delegacia e apresentada ao delegado de plantão, Carlos Eduardo Gesse, que confirmou a prisão em flagrante. Na manhã de ontem, L. foi encaminhada para a penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira e permanece a disposição da Justiça.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.