Política

Equipe de transição diz que salários serão pagos de forma cumulativa

Após o governador eleito firmar compromisso em cartório para que todo o secretariado não recebesse salário enquanto os pagamentos mensais dos servidores do Estado não fossem regularizados, o edital de seleção para a Secretaria de Estado de Impacto Social prevê, na descrição da remuneração do secretário, “subsídio a ser definido no início do exercício em consonância com a complexidade do cargo”.
Segundo o coordenador da equipe de transição, Mateus Simões, todos os secretários vão receber seus vencimentos de forma cumulativa, após a regularização do parcelamento de salários dos 633 mil servidores públicos do Estado. Cada secretário terá uma remuneração de acordo com as exigências específicas do cargo, segundo o coordenador da equipe de transição.
“Os secretários têm um salário garantido por lei. O que acontece é que, como haverá uma postergação de pagamento, de acordo com o compromisso firmado em cartório, o secretário terá que se manifestar, dizendo que não quer receber. E só será pago quando os salários dos servidores deixar de ser parcelado”, disse Simões.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.