Fabiana SilborSocial

Fabiana Silbor

O outono chegou quente.
Por isso a dualidade virou regra.
Com tantas opções para se por em evidência, escolha a sua tendência.
Ter estilo é a moda mais nobre.
Procure o que lhe faz brilhar e ilumine os caminhos por onde passar.
Seja cor, seja contrastando, seja subindo no salto ou descendo na sapatilha.
Simplesmente, aconteça.
Casacos, estampas, jeans. Diversidade é fortaleza.
No país onde a estação fria tem tanto calor, vale praia, vale piscina, sempre vale sol!
Vale mesmo, ser feliz.
Comemorar os sonhos realizados e novos que acabam de chegar

Bem vindo!
Bem vinda.

Abril chegou.

Coisa de novo pobre
A Kate Winslet disse, recentemente, querer vomitar quando ouve o tema da Celine Dion para aquele filme que foi sucesso de bilheteria. Antes fosse só ela! Mas, por falar em Titanic, a venda de utensílios de família nobre (em momento de reposicionamento de classe) agitou o mercado das celebridades das Águas Claras. Desenterrados dos baús naufragados estão até escudos dos pioneiros remanescentes dos Bandeirantes que se apossaram das sesmarias. “E assim caminha a humanidade”… Já diziam os mais espertos: nada como um dia após o outro.

Tem que multar
Cientistas se posicionam e pedem a ONU a criação de um conselho sustentável, a Adele só lava a cabeça a cada dois meses, e outros como Brad tomam pouquíssimos banhos. Enquanto isso, o famoso uberabense seca o Rio e abala o Aquífero Guarani regando as ruas da cidade. Vai ver que funciona, afinal são tantos buracos, que devem brotar desse desperdício.

Mosquito bem cuidado
E nessa de empoçar quem melhor vive no Arraial da Farinha Podre é o Aedes. Gostei demais do comentário que ouvi: dengue é doença patrocinada por gente porca.

A fama da destruição
Filmes e jogos apostam mais em cenários brasileiros para suas cenas de ação: em foco as favelas. Essa identidade urbana multifacetada pela contemporaneidade tem desmontado estratégias de lugares paradisíacos. O que me preocupa é até onde vai nosso apreciar permanente pela destruição. Afinal, o que tem de inovador na composição arquitetônica da invenção tem de preocupante nas histórias que as paredes escondem: Dramas, traumas e violências. E o pessoal do interior pensando, ainda (oh, Senhor!), que isso é preocupação de metrópole.

Valorizando
São tantas as maneiras de compreender outras possibilidades. Quando vejo artistas da nossa ‘casa’ ganhando espaços internacionais penso o quanto ainda temos que evoluir para ter amor pelo que está ao nosso lado. Nessa busca inquieta pelo inatingível nos movemos, é bem verdade, mas são tantos os compassos inadequados. Se tivesses o dom de perceber o que vibra em nosso mundo, talvez, tivéssemos mais sorrisos para lembrar.
essa frase: “o silêncio destrói qualquer um”. Hoje, já tenho algumas certezas.

Penhor
Muitos abastados da Zebulândia, para manter padrões e doces vitrines, fazem o que podem e o que não podem. Uma regra rebuscada da Terra das Águas Claras: basta parecer que é! E nem sempre é exclusividade do interior e suas durezas. Essa mania de “se mostrar” é alavanca do próprio capitalismo. Para isso muitos que entram no “vale tudo”, como diz uma querida e engraçada amiga, o que não falta é gente que deixa as jóias passando férias no Banco.

Vem tempo
Quero um mês de mesas fartas de verdades, intensidades, coragens…
Inebriante… Pulsante…
Que exploda o desejo, acelere o coração, solte o riso!

Surpresa boa
Traga o esperado e faça me sentir tão sortuda!
Gente que pergunte: posso ficar? Ao invés de preciso ir…
Brindando como quem diz: estarei sempre ao seu lado!

Povo do bem
Gente que saiba agradecer, aplaudir, acolher e amar.
Que faça meu olhar brilhar, meu sentido aguçar, minha vontade aumentar.
Do tipo que valorize a pureza, goste da transformação, trabalhe pela evolução.

Sempre em frente
Que faça a vida ser um show!
E quando as cortinas se fecharem eu tenha tanto orgulho de ter ido nessa direção.
Porque a alma veio para vibrar no ponto mais alto da emoção!

Agora, que as ilusões perderam o lugar, a realidade entra sem pedir licença esperando um pouco de bom senso para aportar.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.