Política

Falta de repasses do Governo Federal emperra obras de unidades escolares

Secretária de Educação Silvana Elias esteve em Brasília com o presidente do FNDE

Na quarta-feira (12) em Brasília, o prefeito Paulo Piau, a secretária de Educação Silvana Elias e o deputado federal Franco Cartafina estiveram com Carlos Alberto Decotelli presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), buscando a liberação de recursos para conclusão de obras de três unidades escolares e a construção de novas sete no município.
Na reunião foi tratado sobre a conclusão da unidade escolar no Recreio dos Bandeirantes que está com obra em 70% de sua construção estruturada, no Residencial Antônia Cândida a obra encontra-se com 45% de sua construção e no Jd. Copacabana com 35% de sua construção estruturada.
Além dessas demandas foi apresentado também, pedido para novas unidades escolares nos novos residenciais como Rio de Janeiro, Girassóis III, Anatê, Marajó I e Alfredo Freire IV. “Quem está à frente de uma gestão municipal, paga um preço muito alto pela desorganização de outras instâncias, seja estadual e federal. A ausência do governo federal causa esse tipo de atraso em obras importantes para a educação, como é o caso das três escolas que estão inacabadas. A população não aceita e tem razão, só que temos que dizer que a prefeitura é intermediária do recurso. O recurso é gerado aqui no município, vai para o governo federal e ele tem que nos devolver, não estamos pedindo favor, temos que ter esse retorno”, afirma Piau.
A secretária de Educação Silvana Elias ressalta as solicitações. “Pedimos a liberação dos recursos para as obras inacabadas, com o apoio do deputado Franco. Apresentamos mais sete unidades para serem analisadas e construídas que são unidades de educação infantil e fundamental. Além disso, pedimos fomento em uma emenda do ex-deputado federal Adelmo Carneiro, para recebermos os recursos para cobrir as quadras do Pacaembu e Residencial 2000. É um aporte em torno de 54 milhões de reais, de fundamental importância para Uberaba”, pontua a secretária de Educação.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.