DestaquePolítica

Governador confirma visita a Uberaba para os próximos meses

O novo governador de Minas Gerais, Romeu Zema, estará em Uberaba no início do próximo trimestre. É o que ficou acertado na quarta-feira (dia 9) pelo chefe do Executivo Estadual durante reunião com o prefeito Paulo Piau, em Belo Horizonte.
Em sua estada na cidade, possivelmente em abril, através da Associação dos Municípios do Vale Rio Grande, a Amvale, Zema deve participar do Fórum de Desenvolvimento Econômico. Na ocasião, ocorrerá a efetivação da Agência Regional de Desenvolvimento Econômico, que surge em parceria com o Sebrae.

Aeroporto – Sem data definida, mas já solicitado também, espaço na agenda do governador para a demonstração de estudo de viabilidade do aeroporto regional, avalizado pela Fiemg, através do presidente Flávio Roscoe, que participou do encontro entre Piau e Zema na quarta-feira. Roscoe, aliás, é considerado um homem com destacada visão empreendedora e tem articulado junto à Infraero para ‘pensar grande’ nesta questão de atendimento regional, pelo menos num raio de 200 quilômetros. Piau avalia o tema como uma oportunidade única e defende que deve ganhar celeridade sob pena de outro Estado sair na frente e minar Minas Gerais.

Sinal positivo – O prefeito não esteve com Zema para tratar de finanças públicas, mas questionado a respeito, afirmou que com os R$ 443 milhões da conta do Estado que estavam bloqueados e foram desbloqueados pelo STF, a nova administração de Minas já cobriu parte dos repasses para os municípios. “Está mais generoso e sensível com as cidades que o governo anterior”, desabafou Piau.
O governo anterior foi encerrado ante a situação de penúria dos municípios mineiros com dívidas acumuladas de ICMS, Fundeb, Saúde e transporte escolar, piso de assistência social, multas de trânsito, além de juros e correções. Em Uberaba, o déficit provocado pelo governo de Fernando Pimentel ante a não repasses constitucionais superou a R$ 100 milhões.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.