DestaquePolícia

Homem gasta dinheiro em prostíbulo e vai preso por inventar falso assalto

Um homem que gastou o dinheiro de pagar as contas em um prostíbulo acabou preso pela Polícia Militar por falsa comunicação de crime.
De acordo com o cabo PM Luiz Henrique de Andrade, o suspeito compareceu na Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) do bairro Abadia alegando que foi assaltado por uma dupla em uma motocicleta. Ele repassou as características dos supostos criminosos e ainda disse que eles colocaram a faca em seu pescoço e roubaram cerca de R$ 750 em dinheiro.
Os policiais iniciaram rastreamentos, questionaram novamente o suspeito sobre onde teria ocorrido o crime e decidiram procurar câmeras de segurança. Nesse momento, o acusado decidiu contar a verdade. Então ele disse aos policiais que sacou o dinheiro em uma agência bancária, que teria que pagar o aluguel, supermercado e fazer compra para os filhos porque o dinheiro era da pensão que a esposa falecida deixou. No entanto, ele mudou de ideia e foi até avenida Deputado José Marcus Cherém, entrou em um prostíbulo e gastou todo o dinheiro. Ele foi preso pelo crime de falsa comunicação de crime. Na Aisp, os militares fizeram o registro do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e em seguida o suspeito foi liberado e posteriormente vai responder na Justiça. (JC)

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.