Cidade

Inadimplência faz aumentar número de violações do lacre de corte do Codau

Serviço de Atendimento ao Cliente, SAC Codau, fica na av. Leopoldino de Oliveira, 4295

O índice de inadimplência no Codau, entre janeiro e outubro deste ano, chegou a quase 50%. O nível retrata a dívida dos consumidores para contas de água entregues no primeiro mês e cai para 22,7% no mês subsequente, quando o Codau já emitiu a segunda conta do imóvel. “Em 2016 e 2017 tivemos 12 meses de consumo, mas o Codau arrecadou o correspondente a apenas 11 meses, por conta dessa inadimplência. Para recuperar o crédito, agilizamos o corte com o lacre de plástico, para economia de tempo e de material”, explicou o presidente do Codau, Luiz Guaritá Neto.
Esse processo foi implantado há dois anos, com os lacres de plástico rígido, para selar as instalações do hidrômetro. E junto com ele, a autarquia também estabeleceu multa para a violação do dispositivo. No ano passado, 268 inadimplentes tentaram burlar o sistema do lacre. Este ano, já são 787 registrados. Pela sistemática de corte após 60 dias, o consumidor inadimplente está sujeito ao corte, e a violação do lacre implica em multa no valor de R$ 868,56.
“O consumidor não pode mexer no lacre. A equipe do Codau é a responsável por ir até o imóvel, fazer a religação da água e retirá-lo. O procedimento correto é este e se o inadimplente burlá-lo, perde o direito ao parcelamento da dívida e receberá, também, a multa por ligação clandestina”, explicou o diretor Financeiro e Comercial, Luiz Antônio Molinar Henrique. Os números indicam que a violação é frequente. “Um dos motivos é porque ao realizar o pagamento da conta, o cliente procura restabelecer o abastecimento por conta própria, o que é proibido. E o outro motivo, é a ligação clandestina. Em ambos os casos a violação do lacre gera a multa”, esclareceu o diretor.
O procedimento correto é informar a autarquia sobre o pagamento das contas em atraso e pedir a religação da água. Este serviço pode ser solicitado pelo Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), na avenida Leopoldino de Oliveira, 4295 – Centro, ou pelo tridígito 115.

Parcelamentos – É possível dividir a dívida em até 12 parcelas. Nessa negociação, o consumidor precisa pagar à vista 20% do valor do débito e dividir o restante em parcelas mínimas, no valor de R$20,00. Se houver ligação clandestina, ele perde este direito.

Corte – O inadimplente, em todas as etapas da suspensão da água, recebe comunicação do Codau. Após 60 dias de atraso, a autarquia emite um aviso de corte e se em sete dias não houver o pagamento das contas em atraso, equipes do órgão instalam um lacre vermelho, impedindo o abastecimento daquele imóvel.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.