DestaquePolícia

Integrantes de facção presos em operação do Gaeco continuam no presídio

Integrantes de facção criminosa que agiam em Uberaba e foram presos durante a operação do Gaeco já estão novamente na penitenciária em Uberaba.
A operação aconteceu em Uberaba e foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com apoio de policiais civis e militares.
Segundo o delegado de Polícia Civil Leonardo Cavalcante Rodrigues da Cunha e o comandante da 5ª Região da Polícia Militar Lupércio Perez, durante as investigações os policiais descobriram que os criminosos que já estavam no presídio da cidade eram responsáveis por questões de cunho disciplinar entre os integrantes da facção e que o objetivo era de coibir a intervenção de agentes segurança pública e autoridades, formando assim um estado paralelo perante a sociedade.
Ainda de acordo com informações das autoridades após a confirmação dos integrantes, o Ministério Público representou contra os suspeitos e teve parecer favorável da Justiça que expediu os mandados de prisão preventiva contra os suspeitos que já estavam na penitenciária. Os policiais cumpriram cinco mandados de prisão contra os criminosos que tem várias passagens por envolvimento com drogas roubos e latrocínios, mas dois ainda estão foragidos. Todos detidos foram apresentados à imprensa na Delegacia de Polícia Civil e posteriormente recambiados novamente até Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira em Uberaba onde permanecem à disposição da Justiça. (JC)

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.