DestaquePolícia

Jovem é morto com 13 facadas durante briga em residência

Juliano Carlos

Um jovem morreu ao ser esfaqueado por 13 vezes durante briga em residência no Costa Teles. O acusado do crime foi preso pela Polícia Militar minutos após o homicídio.
Segundo informações do sargento da Polícia Militar William Guidolin, os policiais militares da 40ª Companhia faziam patrulhamentos pelo bairro Costa Telles e, ao passarem pela rua das Margaridas, depararam com jovem Igor Eduardo dos Santos Rocha, de 23 anos, caído no solo com várias perfurações pelo corpo. Eles conversaram com testemunhas e todas alegaram que a vítima tinha sido esfaqueada pelo amigo J.P.L., de 31 anos, que estava escondido em um barracão próximo ao local do crime.
Os policiais foram até o imóvel e prenderam suspeito J., que confessou o homicídio. A equipe policial ainda apreendeu a faca que foi utilizada no crime.
Ainda segundo informações dos policiais militares, após ser questionado, o acusado J. contou que estava com o Igor fazendo uso de entorpecentes na casa quando os dois começaram uma discussão e a vítima Igor pegou uma faca e tentou acertá-lo, mas ele conseguiu pegar a faca e desferiu os golpes no “amigo”, que correu ferido até a calçada da casa e caiu agonizando.
Uma ambulância de Unidade de Suporte Avançado (USA) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), compareceu no local e socorreu o Igor, que foi atingido por 13 golpes no tórax e abdômen. Ele foi encaminhado em estado gravíssimo para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), mas algumas horas após dar entrada na unidade hospitalar não resistiu aos ferimentos e morreu. O acusado de homicídio J., preso em flagrante foi levado para a delegacia e apresentado ao delegado de plantão Eduardo Alves, que confirmou a prisão. No final da tarde de ontem J. foi encaminhado para Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira onde permanece à disposição da Justiça.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.