CidadeDestaqueNotícias

Minas Gerais registrou mais de 22 mil casos de dengue em 2018

Danilo Cruvinel

Boletim Epidemiológico de monitoramento dos casos de dengue, chikungunya e zika vírus divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) indica que foram registrados, em 2018, 22.717 casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de dengue no estado. Segundo o estudo, divulgado na última segunda-feira (9), foram confirmados cinco óbitos, nos municípios de Arcos, Conceição do Pará, Contagem, Moema e Uberaba. Além disso, 12 óbitos estão sob investigação para dengue. Na cidade de Uberaba, até o momento, foram registrados 626 casos prováveis da doença.
Conforme dados da SES/MG, Minas Gerais registrou três grandes epidemias em 2010, 2013 e 2016. No ano de 2010, foram confirmados 212.510 casos prováveis de dengue. Até julho, já haviam sido confirmados 208.518 casos. Em 2013 foram registrados 414.719 casos prováveis de dengue, sendo que até julho a parcial era de 409.145 casos. Já no ano de 2016, Minas Gerais registrou 519.050 casos prováveis de dengue e até julho essa marca era de 514.643 casos. Em 2018, o boletim aponta que o número de casos prováveis de dengue acompanha o mesmo perfil de anos não epidêmicos anteriores, que normalmente fica entre 21 mil e 172 mil casos.
Em relação à febre chikungunya, Minas Gerais registrou 9.678 casos prováveis da doença, concentrados na região do Vale do Aço. Deste total, 91 são em gestantes, sendo que 32 foram confirmadas por laboratorial. De acordo com o boletim epidemiológico, até o momento não foi registrado óbito confirmado por chikungunya em 2018; entretanto, há dois óbitos em investigação. Em Uberaba, foram confirmados dois casos de chikungunya.
Quanto ao vírus zika, a SES/MG informa que foram registrados 191 casos prováveis da doença em 2018, sendo 53 em gestantes, nove com confirmação laboratorial. Os casos prováveis de zika em gestantes foram registrados em 20 municípios, com destaque para Ipatinga (8 gestantes); Montes Claros e Uberlândia (7 gestantes cada); Coronel Fabriciano (5 gestantes); Timóteo (4 gestantes); e Janaúba e Uberaba (3 gestantes cada). Até o momento da atualização do boletim, Uberaba havia registrado cinco casos de zika.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.