Mebox
Esporte

Dirigente do Cruzeiro trata perda de pontos na Fifa como definitiva

O clube foi punido pela Fifa por causa de uma dívida com o Al Wahda

21/05/2020 05h00
Por: Redação
Gustavo Gatti, membro do Conselho Gestor do Cruzeiro - Foto: Reprodução
Gustavo Gatti, membro do Conselho Gestor do Cruzeiro - Foto: Reprodução

Em vídeo postado nas redes sociais oficiais do Cruzeiro, Gustavo Gatti, membro do Conselho Gestor, praticamente descartou soluções para evitar a perda de seis pontos na Série B do Brasileiro. O clube foi punido pela Fifa por causa de uma dívida com o Al Wahda, pelo empréstimo de seis meses do volante Denilson.

O dirigente convocou os cruzeirenses a se unirem. Segundo ele, a perda de pontos antes mesmo de começar a Série B terá de ser compensado pelo time em campo. O GloboEsporte.com apurou que o ofício da sentença da Fifa foi encaminhado para a Federação Mineira, via CBF, na noite de terça-feira. A FMF, por sua vez, enviou o documento ao clube no início da manhã desta quarta.

“Sei que para todo mundo, nós cruzeirenses, não é um bom dia. Acordamos com a notícia da perda de seis pontos. Esses seis pontos, nós teremos que correr a mais no campo e precisar de todos nós cruzeirenses. Todos os torcedores precisamos dar as mãos. Não é hora de achar o culpado, isso já está esclarecido na história. Precisamos reconstruir”, declarou.

O Cruzeiro tinha até essa segunda-feira para realizar o pagamento dos 850 mil euros ao Al Wahda, em valor que se aproxima dos R$ 5 milhões na cotação atual. A diretoria tentou negociar com o Al Wahda, além de buscar investidores que pudessem ajudar. As tentativas não tiveram êxito. Agora, o clube buscará recursos para quitação do débito, uma vez que a inadimplência poderá ser punida ainda mais severamente, como rebaixamento de divisão.

“Estamos tentando alternativa de pagamento dessa dívida, para que consigamos renegociar a dívida e restabelecer a relação com o Al Whada. Desde o dia que assumimos o Cruzeiro, tínhamos certeza que essa data iria chegar. Trabalhamos arduamente para resolver o problema, inclusive, tentamos fundo de investidores, várias opções”, disse.

Segundo Gustavo Gatti, a eleição marcada para hoje, quando será definido o novo presidente do Cruzeiro, em substituição ao Conselho Gestor, foi mais um obstáculo.

“Como temos mandato curto... Esse mandato ficou... Como nós assumimos compromisso para outro pagar. Como que nós damos garantia para o outro pagar? Essa eleição foi bastante prejudicial ao Cruzeiro, mas será feita quinta-feira. O novo presidente precisará do apoio de todos os cruzeirenses. Não é hora de começarmos brigas internas, precisamos reunificar o Cruzeiro e precisamos de transparência, dar as mãos para o Cruzeiro voltar a ser grande. Precisamos de toso os cruzeirenses juntos”, finalizou.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários