Polícia

Homem é morto a tiros na porta de bar Boa Vista

O homicídio aconteceu na rua Maria Lopes Cardoso

29/05/2020 05h00
Por: Redação
Mário foi morto a tiros em via pública - Foto: Juliano Carlos
Mário foi morto a tiros em via pública - Foto: Juliano Carlos

Um homem foi morto a tiros na porta de bar no bairro Boa Vista em Uberaba. 

O homicídio aconteceu na rua Maria Lopes Cardoso, onde segundo informações de testemunhas a vítima Mário Luiz de Oliveira, de 53 anos, estava no local fazendo uso de bebidas alcoólicas. Em determinado momento chegou no estabelecimento um suspeito que mora nas proximidades de 33 anos e disse que mataria quem "atravessasse a sua frente". Minutos após o acusado saiu do local e posteriormente retornou com uma arma em punho, dizendo que as pessoas que estavam no bar haviam "mexido" com a esposa dele elogiando as pernas dela. O homem sacou a arma de fogo e realizou os dois disparos contra o peito da vítima Mário que caminhou alguns passos e caiu na via pública ao lado do seu veículo. Após o crime o proprietário do estabelecimento conseguiu pegar a arma do acusado que fugiu do local. 

Uma ambulância de Unidade de Suporte Avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) compareceu no local e ao realizar os atendimentos, a equipe médica constatou o óbito de Mário.  A área foi isolada pela Polícia Militar e o perito criminal Cláudio Daniel Fonseca da perícia técnica da Polícia Civil realizou que os trabalhos técnicos, constatou que Mário foi atingido por dois disparos no abdômen. 

Ainda de acordo com a Polícia Militar, outras testemunhas que não quiseram se identificar disseram que a vítima Mário não tinha "nada haver" com a discussão do acusado com o outro indivíduo conhecido como "Chiquinho" que era seu cunhado e na hora do disparo, o acusado apontou a arma para "Chiquinho", mas Mário entrou na frente para protegê-lo e foi alvejado. 

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) em Uberaba onde passou por necropsia e posteriormente foi liberado para família realizar velório e sepultamento. Várias viaturas da Polícia Militar realizam rastreamentos, mas até o fechamento desta edição acusado não tinha sido preso. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil. (JC) 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários