Coluna

Lawrence Borges

Bastidores

29/05/2020 05h00
Por: Redação
Dia de circo no Centro Administrativo que ficou fechado na manhã de ontem - Foto: Divulgação
Dia de circo no Centro Administrativo que ficou fechado na manhã de ontem - Foto: Divulgação

AMANHECER EM UBERABA

Uberaba amanheceu com a deflagração da Operação “Monturo”, para combater desvio de verbas públicas de limpeza urbana da Prefeitura de Uberaba, em Minas Gerais.

 

SEM NECESSIDADE

O cumprimento da diligência de busca e apreensão no Centro Administrativo, no raiar do sol, foi somente para fazer espetáculo, uma vez que todos os documentos sempre estiveram à disposição. Só bastasse a requisição dos documentos, como inúmeros outros casos.

 

ESPETÁCULO

A atitude de fazer espetáculo para a população, vem denegrir a imagem de pessoas de bem, que passam a ser apontadas como corruptas, e depois de vários anos são inocentadas, sem qualquer tipo de reparação a sua moral e imagem.

 

CASOS SEMELHANTES

A alguns anos atrás, denúncias infundadas de troca de favores sexuais por cargo na administração municipal, tentaram abalar a credibilidade de pessoas do primeiro escalão, até ser arquivado o inquérito.

 

FAKE NEWS

Diversas fake news circularam nas redes sociais, sustentando apreensão de valores acima da cifra de milhões, prisões, todas sem qualquer ponto de veracidade ou credibilidade, realizada pelos heróis da internet.

 

FAKE NEWS 2

A internet deu voz aos idiotas, chegaram ao cúmulo de mencionar nas redes sociais que o cumprimento dos mandados de busca e apreensão foram realizados pela Polícia Federal, em decorrência do presidente da Câmara Ismar Marão e o ex-delegado e atual deputado estadual Heli Andrade serem membros da Polícia Civil e poderiam vazar as informações.

 

QUEM CONHECE SABE

Ismar Marão e Heli Andrade são conhecidos por serem incorruptíveis e entendem que ladrão é ladrão, podem ter seus defeitos, podem não cumprir acordos, mas falar que ambos estariam envolvidos em “esquemas” ou atos de improbidade administrativa é absurdo!

 

VERDADE

O inquérito é uma investigação e não uma sentença, e a dessa forma, a Polícia Federal investiga a existência de possível crime de corrupção ativa ou passiva nos contratos de limpeza urbana, portanto, não existe nada de concreto!

 

VERDADE 2

De acordo com informações apuradas pela coluna BASTIDORES a licitação da limpeza urbana, ora, licitação do lixo, houve ampla concorrência (diversas empresas) e a empresa vencedora ofereceu preço em média 40% menor que a empresa detentora do contrato.

 

ACUSAÇÃO

A Polícia Federal investiga que a empresa vencedora efetuava contratação de empresas terceirizadas para ajudar a executar os serviços, e que uma das empresas prestadores de serviço eram de um primo/sobrinho de um secretário.

 

ESCLARECENDO

Que de acordo com as informações prestadas pelo município de Uberaba a coluna BASTIDORES nunca houve majoração de preço e que todos os pagamentos foram efetivados em conformidade com o contrato.

 

ESCLARECENDO 2

Que não existe proibição de parente de terceiro grau de pessoa que ocupa cargo comissionado de prestar serviços mesmo de forma indireta a empresa vencedora de licitação pública.

 

VIRALIZOU

Viralizou na internet vídeo de blogueiro sensacionalista e amigos agredindo ex-vereador por brincadeira, após o espancamento blogueiro pediu desculpas.

 

INVESTIGAÇÃO

O Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG) abriu uma investigação eleitoral contra o ex-secretário de Desenvolvimento Regional da gestão Aécio Neves, Dilzon Melo (PTB), e o filho dele, Dilzinho Melo, por terem distribuídos presentes de Natal na cidade de Boa Esperança, na região Sul de Minas Gerais.

 

DENÚNCIA

O MPMG abriu um procedimento preparatório eleitoral na segunda-feira, 25, para investigar “denúncia relatando a entrega de brinquedo de Natal pelos prováveis candidatos às eleições de 2020, Dilzon Melo e Dilzinho Melo”, conforme informa uma pesquisa no site do órgão. A responsável pela investigação é a promotora Andreia Nunes Durães, da comarca de Bocaiúva. O Ministério Público não deu mais detalhes da investigação.

 

EM UBERABA NÃO FISCALIZAM

Diferentemente de Boa Esperança no Sul de Minas, em Uberaba, a Promotoria fecha os olhos em relação a distribuição de cestas básicas por vereador pré-candidato a prefeito em Uberaba.

 

ISSO NINGUÉM CONTA

O mesmo vereador e pré-candidato a prefeito efetuou gravação de vídeo dentro das dependências da estação de tratamento de esgoto, invadindo o local, ameaçando servidor público.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários