Eventos

Coluna social

Fabiana Silbor

Fabiana Silbor

Fabiana SilborFabiana Silbor é Professora Universitária, radialista, apresentadora de televisão, jornalista, palestrante, gestora empresarial, articulista e pesquisadora nas áreas de ciências sociais e empresariais. Referência midiática, ela está no Jornal de Uberaba há nove anos, com uma página que promove conteúdo exclusivo, reflexões modernas, complexas e com doses cítricas. Fabiana Silbor foi repórter e apresentadora das Redes Integração, afiliada Globo, e Bandeirantes de Televisão.

31/05/2020 05h00
Por: Redação

Bem-vindo. Bem-vinda.

Gratidão é uma vivência grande e corajosa. 

Nunca espere que ela seja compreendida por pessoas pequenas e covardes.

 

 

Nem é concordando com tudo.

Nem é abandonando...

A construção é feita de presença, de participação, de interesse.

O silêncio pode significar muito, mas nunca diz nada.

É preciso atitude para se transformar no que se merece, no que nasceu para ser! E em todas as áreas da vida, aplausos para aqueles que nos contribuem e que nos fazem crescer!

 

Ninguém precisa te agradecer.

Basta ir dormir com a certeza de ter feito o melhor!

Sempre, é entre você e você mesmo!

 

Nasce mais uma oportunidade. 

O melhor presente que podemos oferecer é o que somos. Por isso, reveja suas escolhas. O que você vai oferecer hoje a si mesmo? Ao outro? Ao planeta? No dia Mundial do Meio Ambiente podemos evitar a contaminação dos nossos propósitos.

Quem sabe essa feliz “coincidência” faça renascer em algumas pessoas... o quanto é bom ser verdadeiro. Nem de brincadeira tem graça viver de engodo. Bom mesmo é confiança. Senhor, une nossas vidas aos que propagam o bem. Pessoas gratas e verdadeiras. Porque gente amada é feliz. Afasta os puxa sacos, os sem talento e os invejosos. Menos vaidade e mais bom senso. Amém!

 

Faça outras pessoas felizes.

Cuide bem das situações.

Mantenha a ética, a competência.

Seja leal.  Seja honesto, inclusive nas falas.

Bondade nunca será fraqueza.

 

Velho é o preconceito.

No mundo sempre terá gente para lhe dizer que você está muito velho para determinada coisa, que amar é doença, que você deveria fazer isso ou aquilo... 

No mundo sempre terá gente invejosa, falsa, mentirosa, hipócrita, interesseira, inconveniente...

“O cordão do puxa saco cada vez aumenta mais”! 

Mas, segue o baile, faz da competência seu escudo. Põe ética no seu coração!  

Fica em paz: o universo cobra caro de quem se vende fiado.

Porque quem cuida da vida alheia é gente mal amada.

Compartilho meu trabalho em prol de mais gente feliz e menos criaturas ridículas.

 

Comparação, também, é doença.

Paramos de celebrar nossos corpos presos pelo padrão.

Mas, vergonha, mesmo, deve ter quem nos fez tão perfeitos...

E nos vê, agora, ensinando que a diversidade é feia.

Desprezamos o milagre, aderimos à perfeição manipulada.

Se você tem uma meta, avante! Faça valer sua decisão.

Mas, respeite o direito do outro de ser diferente.

O que fazemos é o maior ensinamento.

Gente gostosa é gente feliz na vida real.

E bonito é quem cuida da própria vida!

 

Coragem!

Seja melhor.

Levanta e diga o que é preciso falar.

Depois siga. Fortaleça o dom de continuar.

Quem quiser, ficará ao seu lado.

É com as pessoas que fazem questão da nossa presença que devemos seguir.

Pare de se culpar, obedecendo ordens, tentando agradar.

Faça o bem para o seu coração.

Quando o aperto for maior que você, senta e chora. 

Deixe a dor sair.

Sinta muito. Agora decida e seja sol.

Vista-se de perdão e siga.

Levanta a cabeça, arruma o cabelo e ilumina caminhos com um sorriso.

Eu sei! Demora. 

Parece que nunca vai passar, mas vai! Acredite em mim.

Mais uma coisa: abandone o medo. 

Saiba que às vezes as pessoas vão te machucar.

Mas você não precisa se tornar pior por causa disso.

Ao contrário, você pode escolher melhorar.

A alegria foi ali e já volta. 

Enquanto espera, valorize quem se importa com você!

A vida é feita de escolhas.

Pode me fazer um favor? Escolha ser feliz!

 

Filas? SQÑ!

Nem adianta vir com essa levada.

Ela nasceu para ser amada.

Construindo no universo raro da exclusividade.

Porque o que faz pulsar, ah...! Só nasce da prioridade.

Nem precisa investir nessa apologia à curtição.

Ela nasceu para ter uma só morada, o resto é ilusão.

Nesse mundo onde reina “dar um pega”...

Descobre-se fácil que valiosa, mesmo, é a entrega.

Ela é bem resolvida. Gosta de vida verdadeira.

Ela quer se orgulhar das próprias escolhas na hora derradeira.

Na existência que reina o incansável tempo...

Ela não quer passatempo, quer é sentimento, que faça honrar o coração.

E ninguém tem o direito de impor como deve ser.

Só é perfeito quem compreende as imperfeições.

Por isso, cada um tem o seu, para ser do jeito que quiser.

Na real, não tem essa de padrão.

 

A beleza está na diversidade.

Seja qual for sua raça, seu tamanho, seu gênero, assuma e seja...

Seja, sobretudo, grato pelas suas características e suas escolhas.

Foram elas que te trouxeram até aqui.

Cuidado com quem tem o modelo certo para o seu sucesso.

Existe muita pobreza numa sociedade cheia de cópias.

Se o cabelo tá armado, se o peso anda exagerado, se a tatuagem chama a atenção, se o pé é grande, se há necessidade especial, se tem ruga, se a orientação sexual é diferente, enfim, o que importa é se há vida, amor no coração e felicidade verdadeira na ostentação.

E mude! Se transforme no que quiser, mas deixe o outro, também, viver o mesmo direito.

Se alguém reparar diga: você tem um corpo, use. Nele, também, tem cérebro.

E siga pensando assim: é cuidando da própria vida que eu chego lá! 

Bilhões de anos já se passaram nesse planeta, já tá na hora da gente melhorar.

Afinal, gosto é relativo, mas se Deus tivesse interessado na opinião dos covardes teria feito todo mundo igual.

E se, ainda, assim a criatura mantiver a falta de senso, chama a polícia, faz ocorrência, contrate um bom advogado e processe. 

Gente ridícula perde a graça diante da Constituição. Dura lex, sed lex!

 

Crie gentilezas ao invés de expectativas.

Vire hábito lindo de ser alegria!

Seja a constância em celebração.

Ou então um presente.

Queira ser enfeite.

Faça o sentimento ficar feliz. 

É o detalhe que muda tudo!

Seja gente que faz hoje.

Amplie as delicadezas!

A gente não tem data de validade...

 

 

  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários