Turismo

Protocolo sanitário pauta turismo de aventura em Brotas na retomada consciente

As operadoras deverão seguir a uma série de medidas na organização dos espaços e do transporte dos turistas

06/06/2020 05h00
Por: Redação

Brotas segue o plano de restabelecimento gradativo das atividades turísticas dentro do plano de retomada consciente que entra em ação em todo o Estado de São Paulo desde o dia 1° de junho. As secretarias de Turismo e de Saúde do município e Abrotur – Associação das Empresas de Turismo de Brotas, formataram protocolo sanitário para a operação das atrações de aventuras, como rafting, boia cross e tirolesa. 

As operadoras deverão seguir a uma série de medidas na organização dos espaços e do transporte dos turistas para assegurar a redução dos riscos de transmissão do novo coronavírus. Conforme o documento, os proprietários de parques e operadoras serão responsáveis pela adoção das medidas sanitárias restritivas. 

Entre as normas está a sinalização adequada nas trilhas, sanitários e outras instalações sobre as práticas de higienização. Funcionários deverão usar luvas de látex, máscaras e viseiras. Higienizadores líquidos serão instalados em diversos pontos dos parques para a limpeza de superfícies e também para uso do público. 

Há também recomendações específicas para os turistas. Nas atividades aquáticas, deverá ser respeitada a distância de três metros entre cada pessoa. Antes de entrar no transporte, o visitante passará por uma entrevista sobre a existência de qualquer sintoma relacionado à Covid-19 e terá a temperatura corporal aferida por termômetro. O turista deverá utilizar a máscara no transporte e nas atividades, exceto nas aquáticas. 

Nos balcões de recepção das operadoras, deverão ser instaladas barreiras para manter a distância segura entre colaborador e visitante. Também será intensificada a higienização de máquinas de cartão canetas, telefones, computadores e guarda volumes utilizados por turistas. 

 

Capacidade reduzida

Em todos os estabelecimentos, será obrigatório que o atendimento seja reduzido pela metade da capacidade. A medida, inclui, além das operadoras de turismo de aventura, ecoparques, hotéis, pousadas, bares e restaurantes. 

No rafting, por exemplo, botes de 13 pés poderão ser ocupados, no máximo, por seis pessoas para manter o distanciamento seguro nas descidas. Algumas manobras conhecidas para a diversão dos turistas como a “brincadeira do remo”, “escorrega” e “surf” estão suspensas provisoriamente por exigirem a aproximação dos participantes e troca de equipamentos.

“Brotas está muito bem estruturada para colocar em prática um planejamento criterioso, que dará segurança aos turistas, empresários e trabalhadores do setor. Mas este retorno ainda traz restrições, portanto, contamos com a compreensão dos visitantes. É um momento de grande expectativa, em que as pessoas podem voltar a se divertir em nosso destino, mas sem deixar de tomar as precauções que as autoridades de saúde recomendam no enfrentamento ao coronavírus”, afirma Fabio Pontes, secretário de Turismo de Brotas. 

 

Treinamento 

Comerciantes e empresários são preparados para a retomada gradual das atividades. A Prefeitura de Brotas, Secretaria de Saúde e Abrotur e Região, promovem treinamentos sobre as ações de segurança contra a Covid-19. 

Durante todo o mês de junho, empreendedores de Brotas receberão o treinamento sobre normas sanitárias. Os estabelecimentos dos participantes receberão o selo de empresa consciente. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários