Banner prefeitura Covid
Artigo

Coronel Hely Araújo Silveira

[email protected]

Reflexões

ReflexõesArtigos diários

13/06/2020 05h00
Por: Redação

CARTA AO PRES. DA CÂMARA DE VEREADORES DE UBERABA

 

SR VEREADOR

ISMAR VICENTE DOS SANTOS

PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE UBERABA

 

Tendo nascido em Uberaba e aqui residindo, sempre me interessei por atos que venham engrandecer nossa querida cidade a quem tanto quero, tendo inclusive exercido algumas atividades públicas.

Desta forma me sinto patrioticamente constrangido quando ocorre um fato que atinge toda a comunidade, como foi por exemplo a presença da gloriosa Polícia Federal, recentemente, vasculhando repartições da Prefeitura Municipal, cumprindo sua honrosa missão, em busca de fatos que não sabemos quais mas que sendo a PFederal nos oferece preocupação. 

Aqui fica uma pergunta: se os "fiscalizadores" tivessem agindo como tais, anteriormente, teria ocorrido o lamentável episódio? Diz o artigo 70 – XX, da Lei Orgânica do Município, tratando-se da competência dos Vereadores:  “Fiscalizar e controlar os atos do Poder Executivo, incluídos os da administração indireta". Pelo que me consta não houve fiscalização de nenhum Vereador, anteriormente.    

Esta semana assisti, pela TV, fato lamentável em que um deputado do Rio de Janeiro tentava fiscalizar um Hospital de Campanha sendo proibido de entrar, pelos vigias.  O Deputado dizia que entraria de qualquer forma e que comunicaria ao Ministério Público. Em Uberaba, recentemente, vi pelo canal BOCA NO TROMBONE, uma tentativa do Vereador Mariscal de entrar em um depósito de cestas básicas da Prefeitura, a fim de cumprir seu dever de fiscalizador e sendo impedido. O Vereador disse que já era a segunda vez que tentava executar a fiscalização, seu dever, e até havia sido acompanhado de um deputado estadual mas não teve acesso quando disse que sua assessora jurídica, que estava com ele, também iria entrar mas foi impedida. Houve bate boca numa situação deplorável.  Fatos como este são raros porque quem deveria fiscalizar raramente executa seu papel principal.

Esta missiva, Sr Presidente, visa SUGERIR um diálogo dessa Câmara com a Prefeitura, no sentido de que os Vereadores não tenham dificuldades em fiscalizar. Poderá ocorrer um próximo episódio deste com consequências imprevisíveis. O povo, que paga ótimos salários aos Vereadores, agradeceria no sentido de que eles cumprissem bem a missão fiscalizadora que lhes foi destinada e que o caminho estivesse aberto pacificamente.  Se olharmos as Redes Sociais veremos que a descrença no Poder Público é gritante.  Infelizmente.

Tenho certeza que o povo gostaria de ver uma solução neste imbróglio. Espero ter ajudado como cidadão uberabense que sou. A questão é antiga. Fui Presidente da Cohagra e Secretário da SETAS e nunca tive o prazer de receber um único Vereador para fiscalizar. Lamentável.

Cordialmente

Coronel Hely Araújo Silveira - Uberaba, 10/06/2020 [email protected]

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários