Banner prefeitura Covid
Artigo

Paulo César de Oliveira

Jornalista

Reflexões

ReflexõesArtigos diários

16/06/2020 05h00
Por: Redação

Guedes está na muda

Há um incomodo silêncio no país. Não se ouve a voz do ministro Paulo Guedes, que todos diziam ser o homem forte de um governo que tem se mostrado até aqui, absolutamente perdido, sem rumo para enfrentar as crises que aparecem a cada dia. O que causa perplexidade nesta postura passiva do ministro, tido como um homem franco, que não mede palavras para defender suas posições, é a constatação de que o país vai, a cada dia, a cada crise gerada exatamente pelo governo, complicando a sua própria situação.

Guedes, se ainda tem entusiasmo com o seu trabalho, se ainda acredita no grupo ao qual aderiu, precisa agir, sair do silêncio ensurdecedor e se impor. Mostrar ao presidente e a alguns - a maioria, diga-se - de seus companheiros de ministério, que gerar instabilidade política é espantar investidor. Radicalismos, insistência na ameaçada velada de golpe militar (do tipo "se esticar a corda"....) só piora a nossa imagem diante de um mundo que estará sim ávido por insistir mas que,  terá milhares de oportunidades para isto. Não seremos, com certeza, a única boa opção para o investir. Para eles oportunidade não faltará e ninguém, em sã consciência, vai colocar recursos num país que tem se mostrado uma ilha de instabilidade e insanidade.

Mais do que ninguém Guedes deve estar sentindo esta posição defensiva do capital internacional em relação ao país.  Ele é, embora por dever de justiça se deva salientar o bom trabalho de outros ministros, o nome mais conhecido e respeitado internacionalmente por sua capacidade técnica e posições políticas. Era, daí ser o "Posto Ipiranga" do presidente, o fiador de uma política que deveria ser implantada. Do que deveria ser feito, muito pouco se concretizou. Na realidade, a pandemia do novo coronavírus, sem exageros, tem servido como uma cortina a encobrir o pouco sucesso- vamos dizer assim- da política econômica do país que, ao contrário do que vinha sendo buzinado ao ponto, apresentava um "crescimento anêmico", no dizer do próprio ministro, antes da crise sanitária. Há algo de errado no reino de Bolsonaro. Guedes sabe o que é, mas até aqui tem se mantido calado, num silêncio obsequioso diante das trapalhadas do chefe e de alguns companheiros de ministério. Bem, é uma posição. Segura o cargo. Mas em que isto ajuda o país?

 

Paulo César de Oliveira - Jornalista e empresário 

 

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários